“Influências” Grupo Malacada - Teatro Sérgio Cardoso.

“Influências” Grupo Malacada

Dia: 14/09/2017 às 19:30

O Grupo Malacada apresenta seu primeiro show autoral. Intitulado “Influências”, o show traz as canções do disco de mesmo nome, que conta com arranjos de Felipe Burgos e composições de Gustavo Rolo e Salomão Miranda (integrantes do Malacada), Juliana Barbosa (ex-Malacada), Chico Torres, Milton Rosendo e Vítor Pirralho.

“Influências” nos remete ao amálgama trazido por cada componente do grupo, que se agrega ao chorinho e ao samba sempre tocado pelo Malacada na noite alagoana. Assim, os arranjos de Felipe Burgos não esquecem da batucada, com os diversos matizes de timbres das percussões variadas de Cristiano Felix e Nielson Ribeiro ? desde o pandeiro e o surdo, passando pela cuíca e pelo repique de anel – mas também o arranjador, que é Palmeira dos Índios, se esmera em delicados encadeamentos harmônicos e melódicos, num diálogo entre o violão de Gustavo Rolo e o cavaquinho de Salomão Miranda. Tudo arquitetado com esmero para a interpretação de Sirleide Silva, vencedora do prêmio de Melhor Intérprete do Festival de Música da Ufal 2015.

“Influências” traz a riqueza de ritmos diversos, que o samba se orgulha em agregar, gênero mestiço que é. É por isso que o ouvinte não deve se surpreender ao sentir, na mesma canção, ritmos como o funk e uma batucada africana, como na possante O Meu Ouro (Salomão Miranda / Milton Rosendo). Ou um samba tradicional misturado ao samba-rock, e ainda com uma intervenção de versos de Rap, que é o caso da ?culinárica? Samba, Cozinha e Quintal (Vítor Pirralho).

Há ainda a influência nordestina do Malacada, no baião Concerto (Gustavo Rolo) e no frevo-canção presente na romântica e enigmática Anjo Negro (Salomão Miranda). A influência alagoana aparece com Juliana Barbosa, que se inspirou em uma história real para compor Carraspana, sobre uma aventura entre um amigo e a ardilosa cachaça na cidade de Viçosa. Já Bom Moço (Gustavo Rolo) nos apresenta um tal de ?malandro-bom moço?. É, a velha malandragem do samba continua…

As Influências políticas aparecem no samba-protesto Tá Difícil (Gustavo Rolo) e no samba-exaltação No Mais (Salomão Miranda), música vencedora do Festival de Música da Universidade Federal de Alagoas (Femufal 2015). E a música que dá título ao show, de autoria de Salomão Miranda, somada ao samba-bossa Pra Fazer um Samba (Chico Torres), desfilam nomes como Paulinho da Viola, Jorge Aragão, Marcelo Camelo, Noel Rosa, Drummond, Cartola, Nelson Cavaquinho, João Nogueira… Está dada a receita do samba do Malacada!

Classificação indicativa:
Livre

Duração do espetáculo:
1 Hora e 20 Minutos

  • R$ 20,00 inteira e R$10,00 meia

LOCAL / ENDEREÇO

Local: Teatro Sérgio Cardoso

Publicidade

HVT Card
HVT Card

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade