“Seus problemas acabaram”: Casseta&Planeta faz show em Maceió, no próximo sábado (26)

Cláudio Manoel, Hubert Aranha, Beto Silva, Hélio de La Peña e Marcelo Madureira trarão personagens como Luca, FHC e os filhos do presidente Bolsonaro.

Janaina Ribeiro

“Seus problemas acabaram”: Casseta&Planeta faz show em Maceió, no próximo sábado (26)

Se você está com saudade da turma do Casseta&Planeta, o #Notícias40Graus tem um anúncio importante a fazer: “seus problemas acabaram”. E não que as Organizações Tabajaras estejam aqui para resolver a situação, mas é que Cláudio Manoel, Hubert Aranha, Beto Silva, Hélio de La Peña e Marcelo Madureira voltarão ao Teatro Gustavo Leite, no próximo sábado, com o espetáculo “30 Anxs”, em celebração as três décadas do grupo de humor. E isso significa uma noite garantida de muitas risadas.

Num bate-papo conosco, Hubert e Hélio falaram sobre a origem do Casseta&Planeta, como se deu todo esse tempo de convivência, o segredo para manter um programa no ar com tanto sucesso, como está sendo lidar com as redes sociais e, claro, o que essa turnê está trazendo para o público.

E como de costume, alguns políticos estarão dentre os personagens que os cassetas levarão ao palco. Lula e FHC, por exemplo, jamais poderiam faltar. “Também vamos fazer paródias musicais zoando os filhos do Bolsonaro”, contou Hélio de La Peña.

Confira, abaixo, como foi a entrevista!

1 – O trabalho de vocês começou na época da ditadura, em 1978. Teve início com a revista Casseta Popular, que era uma paródia do Gazeta Popular, da UFRJ. Depois, em seguida, veio o Planeta Diário, em 1984, com parte da turma sendo egressa do Pasquim. Como foi fazer humor diante do regime militar? Vocês sofreram censura à época?

Sim, eu pessoalmente tive vários cartuns meus no Pasquim, riscados com uma Pilot na Censura Federal. (Hubert).

2 – Em 1987, os integrantes dos dois grupos se juntaram e veio o “Wandergleyson Show’, especial humorístico de fim de ano da TV Bandeirantes. E foi um projeto que deu tão certo que, no ano seguinte, vocês já estavam na Globo. Como se deu o processo de criação do Wandergleyson Show e por qual motivo acreditam que a Globo comprou essa ideia?

Eu (Hubert), Reinaldo e Marcelo Madureira fomos convidados para fazer um especial na Bandeirantes pelo diretor Sérgio Mattar. Fizemos e, antes mesmo que ele fosse ao ar, o Sérgio mostrou pro Boni, da Globo, que nos convidou para participar de um novo projeto que estava rolando na emissora, o TV Pirata. (Hubert).

3 – Em 1988, foi lançado o Casseta & Planeta. E o grupo já surgiu com o seu primeiro LP, chamado “Preto com um buraco no meio”, que foi uma brincadeira em razão das pessoas perguntarem como era o disco… Mas, engrossando a fila dos curiosos, o que continha mesmo nesse primeiro trabalho? Eram piadas, paródias?

A junção dos grupos Casseta e Planeta aconteceu por ideia do produtor Paulinho Albuquerque, que dirigia a programação da casa Jazzmania. Sem a menor pretensão, fizemos o show, que estreou numa segunda. Na terça estreou o TV Pirata. Depois do show do Jazzmania, fomos ascendendo: Teatro Ipanema etc, até pararmos no Canecão, a maior casa de espetáculos no Rio da época. (Hubert).

4 – O ano de 1992 foi marcado pela estreia do “Casseta & Planeta, Urgente!”, que ficou quase duas décadas no ar. Qual foi o segredo para manter um programa vivo durante 18 anos, sem nenhuma interrupção?

Ascendendo. (Hubert).

5 – Após o Casseta e Planeta Vai Fundo, programa que teve duas temporadas com 12 programas cada, depois de 1992, o grupo se dividiu e vocês foram fazer atividades individuais. Mas, claro, mantiveram-se vivos na internet. No canal do grupo no YouTube, às terças, vocês têm o “Resenha Tabajara”, onde falam sobre os acontecimentos do Brasil e do mundo. Já às quintas, colocam no ar o “Plantão Casseta & Planeta”, numa alusão ao formato tradicional de telejornal. Foi a melhor forma que encontraram para estar próximo dos fãs? E o que estão achando dessa plataforma, que é bem diferente do que o grupo fez a vida quase toda?

O momento, a cena atual, sçao bem diferentes. Estamos tentando nos adaptar às novas plataformas, principalmente porque ouvimos um público carente do nosso humor. (Hubert).

6 – Um dos focos do Casseta & Planeta sempre foi falar sobre política de forma satirizada. Na turnê “30 Anxs”, o público verá isso novamente? Vocês podem dar um spolier sobre o que os fãs verão no palco?

Casseta & Planeta sempre trata de assuntos da atualidade. Neste show, vamos abordar temas como o politicamente correto, a identidade de gênero e também vamos fazer paródias musicais zoando os filhos do Bolsonaro. Apareça lá pra conferir. (Hélio).

7 – A gente já soube que o Beto interpreta o presidente norte-americano Donald Trump. Por que escolheram o Trump para ser um dos personagens? Ele é bem caricato, né?

O Trump é um personagem presente em programas de humor do mundo inteiro. Ele tá presente no nosso canal principalmente pela amizade do nosso presidente com ele, embora a recíproca não seja tão verdadeira assim… Agora, no show, não temos Trump nem Obama. Em compensação, temos Lula, FHC e Seu Creysson (Hélio).

8 – O standup tem homenagens para duas pessoas que foram bem importantes para o Casseta & Planeta: o Bussunda, que faleceu em 2006, de ataque cardíaco, quando cobria a Copa da Mundo para a TV) e a Maria Paula, única mulher que integrava o grupo. O que os levou a pensar nessa homenagem?

As homenagens são mais que merecidas, principalmente porque o Bussunda e a nossa querida Maria Paula nos deram tanta alegria e humor. (Hubert).

9 – O atual cenário político que o Brasil vivencia hoje tem crises sucessivas internas, demissões e trocas de ministros de cargos importantes, abalo nas relações internacionais, briga interna dentro do partido que comanda o país, declarações polêmicas cheias de preconceito e intolerância. Dá pra fazer humor em cima disso? Como?

Claro que dá! Nossos políticos e autoridades sempre foram muito generosos com a gente. (Hubert).

10 – E no mais, o que os cassetas estão preparando para os alagoanos, já que a turnê vai começar por Maceió? Se vocês tivessem a oportunidade de dizer algo para o público, qual argumento usariam para convencê-lo a ir ao espetáculo?

Maceió pode esperar o melhor do Casseta&Planeta! Vamo que vamo! Tamo junto! (Hubert).

Serviço:

Show: Casseta&Planeta 30Anxs

Local: Teatro Gustavo Leite

Data: 26 de outubro

Valores: Plateia A – R$ 140 (inteira)/R$ 70 (meia). Plateia B – R$ 120 (inteira)/ R$ 60 (meia). Mezanino – R$ 100 (inteira)/ R$ 50 (meia).

Vendas: viva Alagoas (Maceió Shopping), Folia Brasil (GBarbosa Stella Maris) e Acesso Vip (Parque Shopping) ou online na lojadeingresso.com.

Telefone: (82) 3315-1633

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade

Cinemas