A arte bordada de Tati Barros no Café da Linda

Primeira exposição individual da artista, intitulada Inspiral, será aberta nesta sexta (27) e fica em cartaz até 03 de novembro com entrada gratuita

Diteal / Hannah Copertino

A arte bordada de Tati Barros no Café da Linda

Uma arte repleta de beleza, singeleza, rica em detalhes, cores e harmonia nos encanta e convida a apreciar a vida, a natureza e a criatividade que brota da artista alagoana Tati Barros. Inspiral é a sua primeira exposição individual, que será aberta na sexta-feira (27/09), no Café da Linda, Teatro Deodoro, Centro de Maceió.

Na abertura, haverá show do músico alagoano Edi Ribeiro e a Livraria Quilombada irá trazer livros que foram publicados recentemente pela Imprensa Oficial de Alagoas. A entrada é gratuita.

“É com muita alegria que recebemos as obras de Tati Barros e damos oportunidade a mais uma artista de Alagoas estrear sua primeira individual, um momento singular na carreira. A Diteal, em parceria com o Café da Linda, reafirma seu compromisso em manter este lugar como tem sido: um importante e atuante espaço no circuito cultural de Alagoas”, afirma a diretora presidente da Diteal, Sheila Maluf.

Inspiral é composta por 20 obras em arte têxtil, de pequeno e médio porte, mesclando aquarelas, bordados e tramas, sobre telas e bastidores, além de objetos escultóricos, selecionadas pelos curadores e artistas visuais Alice Barros e Robertson Dorta, que também assinam o projeto expográfico e a montagem.

“O Café da Linda está sempre buscando atender da melhor forma a plateia do Teatro Deodoro, Teatro de Arena Sérgio Cardoso e Complexo Cultural Teatro Deodoro, além de estar aberto para o público em geral, com qualidade nos produtos oferecidos e serviços prestados, se fazendo também um charmoso equipamento de valorização da arte local”, reforçou o gerente artístico e cultural da Diteal, Alexandre Holanda.

A mostra fica em cartaz até 03 de novembro e pode ser visitada gratuitamente de terça a sexta-feira, das 14h até o término dos eventos do dia nos teatros e, aos fins de semana e feriados, a partir das 18h até o encerramento dos espetáculos em cartaz.

“O título da exposição teve origem a partir da fusão das palavras “espiral” e “inspiração”. Tati inspira no ar e expira nas obras o desenho orbital das linhas e a harmonia das cores, presentes no micro e macrocosmo da natureza poética das coisas. Mergulha nesta espiral a tecer, ao olhar as cadeias de círculos concêntricos multicoloridos, desde flores, sementes, frutos, teias de aranhas, às digitais dos dedos humanos e de outros animais. Adentra pela espectral vida pulsante, íris, conjuntiva e pupila de cada ser, percebe a força do tempo entalhada nos anéis dos troncos das árvores, e a fragilidade do abrigo-casa, nas estruturas circulares dos ninhos e ovos das aves. Cresceu brincando no meio do mato, conheceu o mistério das sementes, trouxe de lá espirais tramadas como cordões umbilicais construindo círculos cromáticos, de onde brotam mandalas que desabrocham pétalas como inspiração, e foi seguindo o entremear das raízes, fios condutores de sua história. Sua paleta é sobre intersecção, é a cor mãe e pai, é lua e sol, é terra e mar, é luminosidade celeste tecida pra falar de amor”, explicam os curadores.

Tati Barros é natural de Palmeira dos Índios, região agreste de Alagoas. Artista autodidata, filha de pais musicistas, já no ventre ouviu os primeiros acordes para adentrar o caminho das artes. A paixão pelo desenho veio com o exemplo, do olhar e das mãos do pai… Ele trazia do trabalho sobras de fios de cobre coloridos para ela brincar e, assim, ela criava suas primeiras “esculturinhas”.

Mais tarde, a partir de experimentos e pesquisas com cores, formas, texturas e materiais, a artista começou a desenvolver profissionalmente uma linha de acessórios para moda e decoração com o intuito de adornar, iluminar os corpos e espaços.

Vem construindo sua carreira artística há 14 anos. A primeira participação em exposição, como artista visual, foi em 2019, na Galeria de Arte SESC Centro, em Maceió, compondo o coletivo “Sementes Bordadas”, na exposição “Os Olhos do Jardim”, sob a curadoria de Alice Barros e Robertson Dorta.

“Inspiral é a realização de um sonho que venho amadurecendo ao longo de uma vida, será a primeira exposição individual em que a essência da minha arte estará impregnada em cada forma, cores e texturas. É a união da paixão por arte têxtil e pintura de uma maneira totalmente intuitiva, numa forma de mostrar a assinatura de Deus na natureza divina, os espirais presentes em cada obra são o reflexo de experiências da minha infância, das minhas raízes em Palmeira dos Índios, interior de Alagoas. Criada no meio do mato, convivendo com insetos e bichos diversos, descobri que tudo se manifesta em círculos, o sol, as estrelas, os ninhos dos pássaros, o vento rodopiando, os brotinhos das plantas, miolo das flores, caracóis, troncos de árvores, caldas de répteis, nossas digitais…. tudo tem o dedo do criador marcado em forma de espirais e assim defino essa primeira pequena grande exposição, um sonho realizado, a essência Tati Barros na forma pura”, explica a artista.

A programação desta sexta-feira marca também o início das atividades de Rita Oliveira Schettert e Clandio Luiz Schettert na gestão do Café Linda. O casal já é bem conhecido por artistas e público alagoanos pelo trabalho que desenvolve à frente do bar e restaurante Zeppelin, também no Centro da capital.

“O que pretendemos, além de oferecer um bom café, lanche e atendimento, é servir almoço em breve, e o nosso grande interesse é trabalhar com a cultura, em eventos como saraus de poesia, festivais de música da terra, e não vamos medir esforços para que dê tudo certo, sempre em parceria com a Diteal”, concluiu Clandio Luiz Schettert.

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade

Cinemas