A coisa anda feia nos bastidores de ‘Babilônia’

Apesar de a Globo ter emplacado em alguns veículos notas sobre o clima divertido nos bastidores de 'Babilônia', a verdade não é bem assim.

Inês ( Adriana Esteves ) em cena *** Local Caption *** cap 7 A coisa anda feia nos bastidores de ‘Babilônia’

Um informante meu lá do Projac contou que a coisa anda bem tensa. O motivo principal é a carga de trabalho, que aumentou consideravelmente devido a mudanças na novela para aumentar a audiência — a coisa anda tão feia, que falam em diminuir o tempo de 'Babilônia' em um mês, e teve dia em que o ibope foi menor que o da trama das 7, 'Alto Astral'.

Com as alterações — por exemplo, a “carreira” de prostituta da personagem de Sophie Charlotte foi abortada — um monte de material já gravado foi pro lixo.

Com a correria, Glória Pires e Adriana Esteves estão e-xaus-tas. Mesmo pra elas, carregar nas costas a responsa de um horário nobre em crise é tarefa árdua.

Esteves, com os olhos cheios de lágrimas, chegou a pedir misericórdia para o diretor de algumas cenas, devido ao pouco tempo para memorizar o texto. Mais grave ainda: pelo mesmo motivo, Gloria Pires precisou usar ponto eletrônico. Parece bobagem, mas é uma prática raríssima na dramaturgia brasileira, sobretudo em se tratando de uma atriz desse quilate e talento.

Sophie Charlotte é considerada insuportável pelas pessoas da equipe, que a acham muito chata e reclamona para alguém com tão pouco tempo de carreira. Pensando bem, faz sentido: tem gente bem mais experiente no mesmo barco, afinal de contas.

 

Por Álvaro Leme

 

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade

Cinemas