Alagoas sedia, a partir de sábado, terceira edição da Semana do Cangaço

Evento ocorre no município de Piranhas e vai debater história do povo sertanejo

Alagoas sedia, a partir de sábado, terceira edição da Semana do Cangaço

De 25 a 28 de julho, a cidade de Piranhas é palco de grandes debates sobre a história dos sertanejos. A “Lapinha do Sertão” sediará a terceira edição em terras alagoanas da “Semana Cariri Cangaço 2015”. O evento, criado no Ceará, é uma realização do Instituto Cariri do Brasil, conta com o apoio do Governo de Alagoas, através da Secretaria de Estado da Cultura, e da prefeitura municipal.

Em parceria com a Sociedade Brasileira de Estudos do Cangaço, do Grupo de Estudos do Cangaço do Ceará e do Grupo Paraibano de Estudos do Cangaço, o evento traz na programação uma palestra com a jornalista Vera Ferreira, neta de Virgulino Ferreira, o famoso cangaceiro Lampião. A abertura do encontro será realizada no Centro Cultural Miguel Arcanjo, e contará com a apresentação do Grupo Musical Armorial.

Durante os quatro dias de atividades, o público participará de palestras com os temas “Piranhas e suas histórias”, “Cangaço e o Legado de Alcino Alves Costa”, “Um Estudo Multidisciplinar sobre o Cangaceirismo”, “Cinema e História do Cangaço”, “Uma Viagem Fotográfica pelo Cangaço”, “A Vingança de Corisco no Palco dos Inocentes”, “Arqueologia do Cangaço”, entre outros.

O seminário também marca a participação do estado de Sergipe no evento, consolidando o município de Poço Redondo como integrante das pesquisas sobre o cangaço com a inauguração do Memorial Alcino Alves Costa. Também será apresentado ao público presente o projeto de restauração das escadarias e o roteiro da invasão dos cangaceiros, além do lançamento da pedra fundamental da restauração em homenagem à família de Domingos Ventura, na Fazenda Patos. Na ocasião, serão lançados os livros “Água Branca – Historia e Memória”, de Edvaldo Feitosa, “Fim do Cangaço – As Entregas”, de Luiz Ruben.

O encontro será finalizado com uma apresentação do Teatro do Cordel da Rabeca com o espetáculo “O Amor de Filipe e Maria e a Peleja de Zerramo e Lampião” e com uma missa do cangaço, na Grota do Angico. A programação completa está disponível no link http://cariricangaco.blogspot.com.br/2015/04/programacao.html 

O evento é voltado para pesquisadores, escritores, professores, universitários, artistas e demais curiosos da temática. “A Semana do Cangaço traz para Alagoas uma temática que é uma das marcas da nossa cultura. A proposta de debater a nossa história é também um resgate da nossa identidade e valorização da luta do povo sertanejo”, declarou a secretária de Estado Mellina Freitas.

Ao todo, 5 estados integram as discussões do Cariri Cangaço, sendo Ceará; com Crato, Juazeiro, Barbalha, Missão Velha, Aurora, Barro, Porteiras, Lavras da Mangabeira e Brejo Santo; Paraíba, com Sousa, Nazarezinho, Lastro, Princesa Isabel e São José de Princesa; Alagoas, com Piranhas; Pernambuco, com Floresta e por fim, Sergipe com Poço Redondo.

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade