Baile de Máscaras Seresteiros da Pitanguinha 2016

Em ambiente climatizado, a melhor prévia de carnaval de Alagoas homenageia Cármen Lúcia Dantas e tem participação da Maestro Spok Orquestra Recife

Baile de Máscaras Seresteiros da Pitanguinha 2016

Os foliões já podem preparar as fantasias e comprar confetes e serpentinas. Os ingressos individuais e mesas para o XIII  Baile de Máscaras dos Seresteiros da Pitanguinha já estão à venda. O evento acontecerá dia 22 de janeiro de 2016, a partir das 23h, no Centro de Convenções de Maceió. Em tempo, há 10 anos o Pavilhão do Centro de Convenções é palco desta bela festa, responsável pelo resgate dos bailes das prévias em Alagoas. 

Cármen Lúcia Dantas será a grande homenageada desta  13ª edição. Museóloga, ex-professora universitária e uma das fundadoras do bloco Filhinhos da Mamãe, La Dantas é considerada uma das personalidades mais importantes da cultura alagoana contemporânea. 

Outra excelente novidade é a volta do Maestro Spok e Orquestra Recife, que pela 7ª vez vem colocar todo mundo da frevar no salão no tradicional baile. 

Importante destacar que o ambiente é  inteiramente climatizado, proporcionando maior conforto a todos os foliões. A decoração leva a assinatura de Eva Amaral. A música feita especialmente para a 13 ª edição tem como título Cacá Lulu – em Cena, e é  de autoria de Alfredo Gazzaneo. 

SOBRE OS SERESTEIROS – Com 21 anos de existência, os Seresteiros da Pitanguinha  integram a Organização Cultural Serenata da Pitanguinha, instituição de utilidade pública municipal e estadual. O grupo conta com a participação de aproximadamente 40 pessoas de todas as idades e classes sociais. Os Seresteiros desenvolvem várias ações de resgate e de valorização cultural em Alagoas. Num primeiro momento eles começaram a se reunir para fazer serenatas nas ruas do bairro que empresta o nome ao grupo. Anos mais tarde, passaram a desfilar nas prévias de carnaval de rua de Maceió. E há 13 anos firmaram parceria com a produtora Sue Chamusca para a realização do baile de carnaval mais querido e esperado de Alagoas. 

Quem quiser conferir a grandiosidade da festa basta acessar ao site www.bailepitanguinha.com.br. Dezenas de fotos e filmetes registram cenas importantes não só do baile adulto, como também do O Bailinho (a matinê infantil) e das exposições fotográficas que fazem parte do projeto. No site também letras e músicas criadas pelos seresteiros Alfredo Gazzaneo e Hirtys Cavalcante para os bailes. 

SOBRE A HOMENAGEADA – Poucas pessoas trazem em si a marca de seu tempo. Enquanto muitos lamentam o que o Tempo levou,  outros tantos se angustiam pelo que imaginam que o Tempo supostamente trará. Cármen subverte essa equação:  seu Tempo é agora. 

Talvez porque tenha nascido em Penedo, cidade cravada na pedra e banhada pelo São Francisco aprendeu desde menina a equilibrar-se na fluidez da água, que tudo leva e limpa, e a manter-se firme no chão da história que atravessa os anos. Da mãe,  herdou o gosto pelo conhecimento. Do pai,  traz o espírito boêmio e o sorriso franco.  

Resultado, Cármen construiu uma sólida carreira sem perder a graça e a alegria. Graduada em museologia pela UFRJ e mestra em literatura pela Ufal, se destacou em várias áreas  ligadas à cultura, indo do Patrimônio Histórico às Tradições Populares. Foi superintendente do Iphan-AL; presidente do Conselho da Fundação Teotônio Vilela e do Conselho Estadual de Cultura. Entrou para a história da museologia local ao coordenar a equipe que recuperou e reinstalou o Museu Théo Brandão.

 No campo da pesquisa, tem vários trabalhos publicados sendo os mais recentes, Mestres Artesãos de Alagoas, Alagoas – Patrimônio Memorável  e Folguedos e Danças Populares de Alagoas

A lista de contribuições para a história e para a cultura de Alagoas é imensa, mas o seu papel político num estado marcado pelo preconceito e pela rigidez dos costumes,  não é menos importante. 

Sobre esse aspecto, a escritora Vera Romariz disse certa vez  “Cármen transpõe barreiras. Une diferentes. Aproxima pessoas, ideias e espaços. Tem um sorriso no rosto e um sonho nas mãos”. E o jornalista Ênio Lins completou em crônica publicada no Jornal (06/02/2013) Gazeta de Alagoas: “… uma mulher corajosa, cujo destemor, não é exibição de força. Ela, simplesmente, faz. Vence obstáculos, supera preconceitos, afirma conceitos. E dá exemplos cotidianos de como ser revolucionária sem perder a ternura…”. É por essas e outras que aos 70 anos, o que não lhe falta é juventude e sabiamente vive o Agora. (texto de autoria da jornalista Cintia Ribeiro). 

 

SERVIÇO 

XIII BAILE DE MÁSCARAS DOS SERESTEIROS DA PITANGUINHA

Tema: De Penedo a Pitanguinha, ninguém segura a Filhinha

Homenageada: Cármen Lúcia Dantas 

Abertura da casa: 22h

Atrações: Seresteiros da Pitanguinha

                   Maestro Spok e Orquestra Recife

Ingressos

Individuais: R$ 50,00 (meia-entrada) e R$ 100,00 (inteira)

Mesas: R$ 400,00 e R$ 500,00 (para 4 pessoas, valor a depender da localização) 

 

Pontos de venda:

Casa das Tintas 
• Farol – Av. Fernandes Lima, 2229
• Ponta Verde – Av. Dep. José Lages, 897

Loja Alethia

Maceió Shopping – térreo

Parque Shopping – 1º andar

Formas de pagamento: cash / débito / crédito em até 2 X
Info: 82 3235-5301 / 99928-8675 / info@suechamusca.com.br / @suechamuscaoficial

Publicidade

HVT Card

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade

HVT Card