Banda “Deslucro” retorna para apresentação única no evento da Tocha Olímpica em Maceió

A banda de pop/alternativo ou powerpop “Deslucro”, comandada por Sandro Regueira, é uma das 40 atrações confirmadas para participar, no dia 29 de maio, do evento da passagem da Tocha Olímpica por Maceió. O evento acontece em seis cidades do Estado, e em Maceió ela percorrerá os bairros de Pajuçara, Ponta Verde, Jatiúca, Cruz das Almas, […]

Banda “Deslucro” retorna para apresentação única no evento da Tocha Olímpica em Maceió

A banda de pop/alternativo ou powerpop “Deslucro”, comandada por Sandro Regueira, é uma das 40 atrações confirmadas para participar, no dia 29 de maio, do evento da passagem da Tocha Olímpica por Maceió. O evento acontece em seis cidades do Estado, e em Maceió ela percorrerá os bairros de Pajuçara, Ponta Verde, Jatiúca, Cruz das Almas, Serraria, Barro Duro, Murilópolis, Gruta, Farol, Centro e Jaraguá.

A Deslucro, que não tem nenhum CD gravado mas coleciona fãs pelo Brasil inteiro, aceitou o convite para se apresentar no evento oficial das “Olimpíadas e Paralimpíadas Rio 2016”, não descartando o retorno definitivo da banda findando o hiato que perdura desde dezembro de 2009. A apresentação acontece a partir das 15 horas, na praça Multieventos, de onde a Tocha sai para percorrer os bairros de Maceió.

Deslucro é um projeto de Sandro Regueira, atualmente em conjunto com Alexandre Calzado, Jorge e Lipe Gomes. O projeto fez sua primeira apresentação em dezembro de 2008 num festival universitário onde foi o segundo colocado, e em 28 de março de 2009 fez o seu primeiro show onde lotou uma tradicional casa de shows de Maceió. No mesmo ano tocou diversas outras vezes, quando ficou conhecida pela fidelidade e tamanho do seu público, que quase sempre esgotava os ingressos dos espaços, além de cantar sempre todas as músicas da banda na “ponta da língua”. Neste mesmo ano foi convidada para ser atração no Festival Champagnat de Música, Festival Fundação Bradesco de Música e nos eventos Popiparque e V Intressessões, cujo áudio do show foi gravado e vazado na internet.

“Em 2009 a Deslucro se apresentou com as bandas Moptop (RJ) e Bon Vivant (PE) em Recife e em Maceió. Foi aí que demos início ao projeto que doravante inspiraria diversos eventos similares na cidade: o ‘Deslucro Convida’”, explica o vocalista Sandro Regueira.

No entanto, após Sandro adentrar num período de reflexão, a banda entrou em hiato, tendo retornado para fazer apenas mais três shows com a banda, sendo o primeiro apenas em outubro de 2010 para realizar o “Deslucro Convida 2ª ed.”, quando trouxe pela primeira vez para Maceió, a banda carioca Forfun. O evento obteve o maior público da década na cena independente de Maceió.

Em setembro de 2011 após ter sido espontaneamente inserida numa lista de votação, a Deslucro foi a banda mais votada de Alagoas para tocar no Maceió Music Festival, onde dividiu, no que era um dos principais festivais do país, o palco com Kid Abelha, CPM 22, Diogo Nogueira, Pitty, dentre outros. A campanha engajada pelos fãs na ocasião, fez da Deslucro a primeira banda alagoana a se tornar um dos assuntos mais comentados do Brasil na rede social Twitter, onde figurou durante algum tempo nos trending topics brasil.

Em 2012, apesar do hiato, a banda disponibilizou no Youtube a música “Precisamos Falar Sobre Ela”, sem alarde, num clipe conceitual. No mesmo ano, na véspera da eleição, a Deslucro fez o que até agora foi o seu último show. Com a presença de um grande público, inclusive de outras regiões do Brasil, a apresentação foi elogiada pela crítica local especializada de maneira entusiasmada.

Em 2013 a Deslucro aceitou fazer uma curta participação, como atração convidada, no Festival de Música da Unit. Em 2014 o cantor Jéf, vencedor do programa Breakout Brasil, da Sony, gravou no seu disco uma versão da faixa “Paixãozinha Demodê”. Em 2016 foi reiniciada a gravação do disco “Comercial, porém sincero.”, que reunirá músicas já conhecidas e deverá ser concluído ainda neste ano, mas sem previsão de lançamento.

Apesar da trajetória, a banda não possui nenhum álbum gravado. Toda a divulgação do projeto deu-se de maneira despretensiosa através da internet e da boca-a-boca, por meio de gravações de baixa qualidade técnica, intituladas “Demos Caseiras”, onde Sandro, com um microfone de computador e um violão, gravou os rascunhos do que poderiam a vir ser músicas para trabalho.

No entanto, ao enviar as músicas para a avaliação de amigos, as mesmas foram compartilhadas e atingiram popularidade surpreendente, em especial a música “O Alfabeto Mágico de Denalle”, cujo refrão até hoje é repetido em rodas de amigos. Recentemente todas as “Demos Caseiras” foram compiladas e disponibilizadas para download, audição e compartilhamento no Soundcloud.

Convidada para se apresentar no evento oficial das “Olimpíadas e Paralimpíadas Rio 2016” que celebrará da passagem da pira olímpica no Brasil, a Deslucro retomará os palcos neste ano, a priori para esta apresentação, mas não descartando o retorno definitivo da banda findando o hiato que perdura desde dezembro de 2009. A apresentação está marcada para 17 horas e é aberto ao público.

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade