BBB 19: Maycon é acusado de racismo ao falar de Gabi e Rodrigo

Vendedor de queijos se manifestou enquanto dupla dançava música de Jorge Aragão

Catraca Livre / Redação

BBB 19: Maycon é acusado de racismo ao falar de Gabi e Rodrigo Crédito: Reprodução/TV Globo Maycon foi acusado de racismo após ver Gabriela e Rodrigo dançando música de Jorge Aragão

Maycon voltou a causar polêmica nas redes sociais na madrugada do último domingo, 10, após fazer um comentário considerado racista pelos internautas sobre Gabriela e Rodrigo, enquanto os brothers dançavam na festa do fim de semana do ‘BBB 19‘, da Globo.

O vendedor de queijos contou numa roda de conversa que viu Jesus Cristo. E a “visão” teria aconselhado a não seguir o exemplo de Rodrigo e Gabi, os dois participantes negros do reality show.

“Foi assim, eu estava aqui comendo, e estava o Rodrigo e a Gabi, eu comendo de ‘boassa’. De repente comecei a sentir um arrepio, e começou a tocar umas músicas esquisitas. De repente comecei a olhar e escutar uns negócios, tipo ‘Não faça igual eles’”, disse.

A tal música esquisita era “Identidade”, de Jorge Aragão. Os brothers se emocionaram com um trecho que diz: “Se o preto de alma branca pra você é o exemplo da dignidade não nos ajuda, só nos faz sofrer nem resgata nossa identidade”.

O mineiro ainda completou para Diego: “Eu percebi uma coisa velho. To arrepiado, é coisa séria, que eu não tinha percebido até hoje”. “Acredito em você”, comentou o catarinense.

No Twitter, internautas subiram a hashtag #BastadeRacismonoBBB19 e repercutiram. Confira o vídeo de Maycon abaixo:

Já na madrugada desta segunda-feira, 11, Maycon continuou a criticar Rodrigo e Gabriela retomando a acusação de que teria sentido um arrepio ao ouvir os dois conversando.

“Respeito as religiões, mas tenho um certo medo, porque já aconteceram muitas coisas comigo. Uma vez, vi dois urubus em pé, um de costas pro outro. Eram dois espíritos ruins, que estavam comendo umas macumbas. Ai na festa eu sentei ali de boa e comecei a comer. Daí o Rodrigo e a Gabriela chegaram, ficaram um de costas pro outro, se abraçaram e começaram a fechar os olhos. Ouvi várias vozes falando comigo dizendo: ‘não seja como eles’. Não só eles, mas todo mundo que é assim. Daí as vozes ficaram falando de Jesus Cristo”, disparou.

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade