Bompreço entra no ritmo de São João e espera aumento nas vendas de alimentos e bebidas

A festa de São João tem, além da música, as comidas e bebidas típicas como características principais de uma das celebrações mais tradicionais do Nordeste. O Bompreço entra no ritmo e já está preparado para atender o aumento da demanda por  milho, coco, bebidas quentes e mistura para bolos. Entre os alimentos, as principais apostas […]

Bompreço entra no ritmo de São João e espera aumento nas vendas de alimentos e bebidas

A festa de São João tem, além da música, as comidas e bebidas típicas como características principais de uma das celebrações mais tradicionais do Nordeste. O Bompreço entra no ritmo e já está preparado para atender o aumento da demanda por  milho, coco, bebidas quentes e mistura para bolos.

Entre os alimentos, as principais apostas das lojas são os produtos marca própria. Custando de 10% a 30% menos que as marcas líderes, as lojas esperam um crescimento de 10% em relação a 2014 nesses itens. Produtos da linha Bom Preço e Great Value, como leite de coco, amendoim, milho para pipoca, milho para canjica e pipoca de microondas são alguns dos itens mais procurados. No período, cresce também as vendas de produtos descartáveis marca própria, como guardanapo, rolo de alumínio e copos e pratos descartáveis.

As festas de São João também são responsáveis pelo segundo mais movimentado período de vendas das padarias das lojas, perdendo só para o Natal. Os bolos e os quitutes tradicionais do período – bolo de milho, broa de milho, bolo de tapioca e pé-de-moleque – estão entre os mais vendidos. Mas nem só de milho vive o São João. Nas padarias do Bompreço, é o tradicional bolo de macaxeira – vendido ao longo do ano inteiro – que tem nesse período junino o seu pico de venda. A iguaria é a mais procurada nos nove estados nordestinos.

O período também se consolida como a terceira melhor data de venda de bebidas na região, atrás apenas do Carnaval e das comemorações de final de ano. Os destilados lideram a procura do consumidor no período junino. Já os tradicionais vinhos de mesa, principalmente os nacionais populares, também apresentam pico nas vendas.

Enquanto no Carnaval são principalmente as capitais que recebem turistas e promovem festas por cerca de uma semana, o período junino movimenta durante todo o mês de junho não só as grandes cidades mais também o interior dos estados, tornando-se assim a festa mais popular da região. E tanto os festejos como as vendas de alimentos e bebidas no Bompreço e Hiper têm o seu ponto alto próximo ao dia 23, véspera de São João.

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade

Cinemas