Como ganhar dinheiro com sua loja virtual?

.

.

Como ganhar dinheiro com sua loja virtual?

As lojas virtuais estão se tornando cada vez mais conhecidas, e crescem em um ritmo mais rápido do que os demais projetos iniciantes. Para quem pretende vender algum produto, seja virtual (como softwares) ou físico, essa é a melhor opção disponível no mercado.          

Por que desenvolver uma loja virtual?

Há alguns recursos presentes em uma loja virtual que a tornam de simples acesso e planejamento. Dentre eles, temos uma fácil administração. Quem quer criar seu negocio online deve apenas inserir seus produtos, definir preços e descrever suas principais características para que o público tenha um contato transparente com a marca.

Além disso, o design das páginas normalmente é claro e inteligível. Isso faz com que você não precise perder horas apenas para compreender o funcionamento do sistema. A decoração e a disponibilização dos itens, ademais, são fatores capazes de passar confiança ao visitante do site. 

O método de pagamento também é um aspecto administrativo benéfico, tanto para o empreendedor, quanto para o usuário. Nos sites de compra, podemos escolher as melhores plataformas para realizar transações e depósitos: temos o Pagseguro e o Moip como principais alternativas.

Apos selecionar um design agradável, criar uma pagina completa e estudar as plataformas de pagamento, é a hora de saber como realmente fazemos para ganhar dinheiro com a loja.

Estratégias de lucro online 

Primeiramente, temos que pensar em um conceito importante no ambiente virtual: a concorrência. Há mercados que são muito populares, e por isso, são competitivos. Portanto, devemos procurar por produtos que não apresentem um grande número de buscas, para que o negócio seja consolidado como algo inovador e apresente menos adversários.

Para isso, existe a possibilidade de se fazer pesquisas de produtos. Em ferramentas como o Google Trends, os assuntos mais procurados pelos internautas ao longo do tempo são mostrados para o pesquisador.

Entretanto, alguns cuidados são necessários. A pesquisa de mercado deve ser realizada com certas limitações. Não adianta, por exemplo, montar uma loja de produtos com os quais você não tem afinidade. A consolidação do negócio precisa ser realizada com afinco, e isso é mais facilmente desenvolvido caso o empreendedor entenda sobre sua produção e sobre seu público alvo. 

Depois da definição do mercado em que a loja estará inserida, devemos nos atentar aos preços. Para um negócio iniciante, os valores de cada produto não devem ser muito altos, para não afastar possíveis clientes. Porem, não podemos diminuir o preço de maneira a comprometer os lucros.

Para que esse equilíbrio seja alcançado, a principal dica é fazer, mais uma vez, a pesquisa de mercado, explorando as demais plataformas de vendas com produtos semelhantes. Podemos considerar, também, que a reputação da loja é algo que influencia nos preços. Assim, para uma plataforma iniciante, devemos retirar os adicionais ligados à imagem da marca. 

Além disso, os grandes sites de venda são capazes de conseguir produtos por menores preços, a partir de parcerias com fabricantes ou atacadistas, por exemplo. Para que os itens de sua loja virtual alcancem valores competitivos, estratégias de negociação são bem vindas. 

Outro fator muito relevante é o giro de estoque, que deve ser feito para manter usuários interessados em contatos com o site. Desse modo, há a necessidade de não apenas ter grandes quantidades de um produto, mas também de ter diferentes itens para que o público tenha mais opções. 

Um tópico que ajuda nos ganhos de um site de maneira indireta é a divulgação da plataforma. É importante disponibilizar parte de seu orçamento para ser utilizado no marketing. Vale considerar ferramentas como o Google Adwords e o Google Analytics para acompanhar o desenvolvimento da marca. 

A produção de conteúdo também passa a ser relevante, uma vez que, atualmente, os clientes se relacionam melhor com estratégias de marketing cultural. A propaganda direta e simplista deve ser deixada de lado no ambiente virtual. 

Plataformas de e-commerce: um auxílio ao seu negócio

Por fim, você não precisa efetivamente criar sua plataforma. Existem sites especializados em e-commerce, que desenvolvem um ambiente para sua loja virtual, sem que você precise desenvolver seu software. Essas plataformas se comprometem em ajudar no estabelecimento e no gerenciamento do negócio online. 

O exemplo mais importante dentre esses sistemas é o Shopify, site de comércio para quem quer abrir uma loja virtual. Nele, podemos controlar nossos produtos, estoques, descontos, clientes, pedidos, e assim por diante. 

Há várias vantagens para quem se associa ao Shopify. A primeira delas é a capacidade de desenvolvimento de um aplicativo para a marca integrada à plataforma. Os donos de lojas também podem gerenciar seus negócios por meio dos dispositivos eletrônicos, graças ao lançamento do aplicativo oficial do Shopify na App Store de Apple. 

Os gerenciadores de negócios também contam com uma inovação importante de pagamentos. O Shopify Payments, recurso lançado recentemente pela empresa, permite que o comerciante aceite cartões de crédito sem associações a plataformas terceirizadas, como ocorre com pagamentos via PayPal e Bitcoin. 

Existem outras opções de sites que comportam lojas virtuais. O importante é escolher a alternativa que melhor se encaixa com seu perfil de comércio, e desenvolver produtos atrativos, de qualidade, e acessíveis ao consumidor.      

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade

Cinemas