Complexo Cultural recebe alunos para oficina com Clube do Jazz

A visita das crianças será uma ação formativa da Diteal envolvendo diferentes expressões artísticas

Diteal Teatro Deodoro

Complexo Cultural recebe alunos para oficina com Clube do Jazz

A música oferece possibilidades de desenvolvimento educacional, como senso crítico, histórico, melhora a concentração e a criatividade. Esses são alguns papéis não só da música, como da arte em geral. Por isso que a Diretoria de Teatros de Alagoas (Diteal) busca sempre elaborar projetos que conectem arte e educação. Um deles vai acontecer no próximo dia 12, terça-feira, com duas turmas de crianças de escolas públicas que serão recebidas no Complexo Cultural Teatro Deodoro para uma Oficina Concerto com o Clube do Jazz e uma visita guiada pela exposição Teia de Sentidos, de Pedro Cabral.
O músico Félix Baigon, que na oficina tocará contrabaixo acústico, conta que a proposta é “iniciar um diálogo direto com os alunos do ensino público a respeito da música, desde os conceitos mais primais, como sua estrutura básica, até questões mais subjetivas através de temas conhecidos que já habitam a memória musical dos jovens”.
As composições escolhidas para a prática na oficina são temas conhecidos: Sítio do Pica-Pau Amarelo, de Gilberto Gil, e o tema da Pantera Cor de Rosa. Além do músico e criador do Clube do Jazz, Félix Baigon, participarão da oficina Juliano Gomes, no teclado; Jailson Brito, no sax; Allyson Paz, tocando bateria; e Ana Galganni, na flauta.
O compromisso com a inserção da arte na educação de jovens e o desenvolvimento social são citados pelo diretor artístico da Diteal, Alexandre Holanda, como objetivo da oficina. “A Diteal já tem uma parceria com o Clube do Jazz há aproximadamente quatro anos. Juntos, temos os ensaios abertos e o Jazz Panorama, que tem sido uma parceira de grande êxito, conseguindo formar uma plateia para o segmento, que é uma música mais elaborada, de menor apelo popular. As apresentações do Jazz Panorama sempre conseguem lotar a casa”, conta Alexandre, que continua: “Buscando um novo público, através de uma ação formativa, acreditamos que vamos antecipar a formação de plateia, e passar para as crianças informações para que eles possam ouvir o jazz com um conhecimento que embase a audição”.
Os estudantes irão se dividir em dois grupos de 40 alunos. Enquanto um estará na Oficina Concerto, o outro fará uma visita guiada pela galeria, que está com a exposição Teia de Sentidos, do artista Pedro Cabral, em cartaz. As obras estão em exposição desde o dia 10 de outubro, e seguem até o dia 17 deste mês. As visitas podem ser feitas de segunda a sábado, das 8h às 18h; às quartas, das 8h às 20h; e, aos domingos e feriados, das 14h às 17h.

Grupos de escolas e instituições devem agendar a visita guiada pelo escolasditeal@gmail.com ou (82) 98884-6885. A visita e o agendamento são gratuitos.

*Estagiário com supervisão de Hannah Copertino.

Publicidade

PMM nova Maceio Mobile

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade

PMM nova Maceio Mobile