Conheça os benefícios e malefícios do café

A depender da quantidade diária consumida, o café pode ser uma excelente fonte de energia

Conheça os benefícios e malefícios do café

Quente, gelado, só ou acompanhado. Não tem jeito: o café está presente no dia a dia de milhares de pessoas. Considerada uma das bebidas mais consumidas no mundo, o café chegou ao Brasil por volta do século XVII e, com o tempo, ganhou cada vez mais força no paladar dos brasileiros. E que força! Hoje, o café existe não só como bebida, mas também está presente em doces, licores e até em produtos de beleza. 

 

No entanto, o que muitos adeptos do famoso “cafezinho” não sabem é que a bebida pode trazer benefícios e malefícios para o organismo; tudo depende da quantidade ingerida. É o que explica a nutricionista do Hapvida Saúde, Sílvia Mara. “Há pessoas que tomam café o dia inteiro, principalmente nos intervalos de trabalho. Só que não podemos nos esquecer de que a cafeína, presente no café, pode ocasionar problemas à saúde, se ingerida em quantidade acima do normal”, alerta a especialista.

 

De acordo com a nutricionista, se ingerido até duas vezes ao dia, o café pode contribuir para a queima de gordura, principalmente a da região abdominal, além de servir como fonte de energia para o corpo, proporcionando ânimo e bem-estar. No entanto, para quem bebe diversas xícaras de café durante o dia, os resultados não são os mesmos.

 Segundo Sílvia Mara, o exagero no consumo pode causar danos ao organismo. “Há pessoas que não se limitam a tomar uma ou duas xícaras e, por isso, acabam virando dependentes da cafeína. Por ser um estimulante do sistema nervoso, esse consumo descontrolado pode levar ao aumento da pressão arterial, provocar dores de cabeça e até insônia”, revela a nutricionista. 

Mas como saber se estou dependente ou não da cafeína? Um dos principais sinais são as dores de cabeça, que geralmente surgem após um período sem o uso do café. Este pode ser um sinal de que é necessário controlar o consumo. “É sempre bom procurar um especialista para tirar as dúvidas. Até porque a cafeína não está presente apenas no café, mas também nos refrigerantes, chás, chocolate e até em medicamentos”, explica. 

E se você está pesando: “Não posso viver sem tomar café”, não se preocupe: ainda há uma saída. “Para quem costuma tomar pequenas doses de café durante o expediente no trabalho, o que aconselho é um cuidado maior com esse consumo, para que não extrapole a quantidade diária que o nosso organismo precisa. Uma boa alternativa é o uso do café descafeinado, além de uma dieta balanceada, sempre acompanhada por um nutricionista”, complementa Sílvia. 

Publicidade

HVT Card

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade