Dip Dye: Você conhece o primo sofisticado do Tie Dye?

Técnica de tingimento em dégradé deixa as peças mais elegantes e com manchas mais padronizadas

Dip Dye: Você conhece o primo sofisticado do Tie Dye?

Inspirado pela moda da década de 1970, o Dip Dye invadiu o guarda-roupa de mulheres mundo afora e aparece nas ruas compondo produções estilosas e modernas. Louis Vuitton e Prabal Gurung são algumas das grifes que incluíram a estampa em suas coleções de verão, que são desejadas por celebridades mundo afora. O Brasil, óbvio, não podia ficar de fora e várias marcas já aderiram ao estilo, como por exemplo, a marca de moda pernambucana Blu K.

Diferentemente do Tie Dye, que deixa manchas disformes sobre a peça, o Dip Dye consiste em uma técnica de tingimento em dégradé, marcante ou suave, com efeito de descoloração a toques multicoloridos, com combinações infinitas, podendo, inclusive, criar algumas estampas mais abstratas. “Essa tendência é ótima, pois se você ficar na dúvida, pode usá-la com acessórios neutros ou aproveitar o ar leve e fresh que a estampa confere para abusar dos shortinhos, blusas e saias”, comenta Keila Benício, estilista e empresária a frente da Blu K.

O revival setentinha, aliás, tem agradado bastante. Entre as peças mais usadas, shortinhos discretos, em uma só cor, como jeans, preto ou branco, aos mais ousados, com cores vibrantes, são as pedidas da temporada e trazem, além de um toque vintage, a descontração, o frescor e o conforto que a estação pede. “Aliados a camisas e regatas descontraídas, os shorts e saias com estampas joviais casam perfeitamente, proporcionando modernidade e fluidez às composições”, afirma Laura Ribeiro, consultora da marca. Para compor um visual um pouco mais retrô, os coletes, cintos de couro, rendas e superfícies franjadas, por exemplo, levam direto à década de 1970.

Já quem ainda tem receio de aderir à tendência, pode começar apostando nos vestidos fluídos e estampados com a técnica ou, ainda, em peças com estampas em tons semelhantes, que também dão a ideia de dégradé. Além de serem muito estilosos, eles ainda se encaixam no estilo balneário chique, uma tendência que nunca sai de moda, principalmente no Brasil.

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade