Disque-Denúncia lança cartaz de empresário suspeito do golpe no Rio

Rafael Caram usou amigos de rede social para aplicar golpe da pirâmide. Ele teria fugido com cerca de R$ 20 milhões dos investidores.

Disque-Denúncia lança cartaz de empresário suspeito do golpe no Rio

O Disque-Denúncia lançou o cartaz com a foto de um empresário suspeito de aplicar um golpe de R$ 20 milhões no Brasil. Como mostrou o Bom Dia Rio, o negócio de Rafael Miranda Caram era baseado no modelo de pirâmide. Ele teria fugido para os Estados Unidos. Contra Rafael Miranda Caram há um mandado de prisão temporária por estelionato e associação criminosa.

Caram é suspeito de usar sua rede de amigos para atrair dinheiro para supostos fundos de investimentos, de negócios variados e inexistentes. Segundo as vítimas, os lucros eram repassados aos investidores só no começo. Quando o negócio cresceu muito, Rafael fugiu com o dinheiro.

Para cada vítima, ele citava um tipo de investimento distinto. O valor mínimo investido seria de R$ 50 mil. Uma das vítimas chegou a perder R$ 300 mil. Caram inventou investimentos em aço, venda de diesel e até fraudou balanços de uma estatal para convencer os investidores.

Uma lei de 1951 aponta que a prática do modelo de pirâmide é um crime contra a economia popular, com punição de seis meses a dois anos de detenção.

Quem tiver alguma informação a respeito de Rafael Miranda Caram deve entrar em contato com o Disque-Denúncia pelo telefone 2253-1177.

 

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade

Cinemas