Exposições Chico Viveiros e Violeta Plech ficam em cartaz até o dia 28

Visitas ao Complexo Cultural Teatro Deodoro podem ser feitas de segunda a sexta, das 8h às 17h, gratuitamente

Ascom Teatro Deodoro / Hannah Copertino

Exposições Chico Viveiros e Violeta Plech ficam em cartaz até o dia 28

A Diretoria de Teatros do Estado de Alagoas (Diteal) prorrogou as exposições Chico Viveiros e Violeta Plech em cartaz no Complexo Cultural Teatro Deodoro, Centro de Maceió, até o dia 28 deste mês.

As mostras podem ser visitadas de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, e a entrada é gratuita. Grupos de escolas e instituições devem agendar a visita guiada pelo telefone (82) 98884-6885 ou pelo e-mail escolasditeal@gmail.com.

As exposições mostram um pouco da trajetória de dois artistas alagoanos através de suas obras. Com mais de 50 anos em contato com a arte, Chico Viveiros expõe suas pinturas em uma mostra individual pela primeira vez. Violeta Plech reúne diversas obras, entre pintura, colagens e gravuras, fazendo uma espécie de retrospectiva de mais de 60 anos dedicados à arte. A curadoria das exposições é de Fredy Correia.

No primeiro piso, o público vai encontrar mais de 30 obras do artista Chico Viveiros. São pinturas que retratam o cotidiano simples do povo nordestino com figuras como vendedor de peixes, as rendeiras, o tocador de pífanos, o lavrador, lavadeiras, violeiros e muitos outros na mais pura e delicada beleza. Foi montado o ateliê do artista na galeria para que o público se aproxime mais dele e entenda como funciona o processo criativo.

No mezanino, estão as pinturas de Violeta Plech. Mais de 30 telas revelam seres imaginários e cenas cotidianas, que se misturam no universo da artista. Pássaros, peixes, bichos, árvores, pessoas e recortes do dia a dia nos conectam ao mundo místico e lúdico de Violeta, onde a fantasia e a realidade se misturam e se confundem.

“As exposições Chico Viveiros e Violeta Plech foram ampliadas para dar mais oportunidade ao público de conhecer os belos e ricos trabalhos desses artistas alagoanos e também é uma forma de divulgar mais a história e obra do Chico e da Violeta. Abrimos as mostras em período de fim de ano, com muitas festas e férias, então, entendemos que é importante essa prorrogação. Aproveitamos para fazer o convite ao público que visite as mostras. Vale muito a pena”, concluiu a diretora presidente da Diteal, Sheila Maluf.

Sobre Violeta Plech:

Nascida em 1929, União dos Palmares, Violeta Sarmento Plech é pintora, desenhista e figurinista. Cursou desenho e pintura com Lourenço Peixoto (1945/46) e, em 1958, estudou figurino, no Instituto OBERG, no Rio de Janeiro. Cursou História da Arte com a historiadora alagoana Carmen Lúcia Dantas, em Maceió (1997). Frequentou em 1970, o Atelier Oficina 154, em Olinda-PE, e viveu parte de sua vida em Recife.

Segundo o curador Fredy Correia, a exposição Violeta Plech busca traçar um paralelo entre as várias fases da diversificada obra e da vida da artista trazendo à tona uma histórica e eclética produção artística composta por pinturas, desenhos, colagens e gravuras produzidas ao longo de vários anos.

“A arte contemporânea intrigante da vanguardista artista visual e estilista, Violeta Plech, provoca um encantamento instantâneo, envolvendo o espectador em seu mundo mágico e apaixonante composto por intensas e vibrantes criações, nos levando a uma viagem ao seu mundo ora realista, ora imaginário. A ludicidade e os conceitos que impregnam sua obra a tornaram a artista preferida das crianças e jovens que não acreditam que ela seja já uma ‘senhora’ artista dado o frescor, a intensidade, as cores vivas e a vibração de seus trabalhos”, detalhou Fredy Correia.

Sobre Chico Viveiros:

Alagoano de Maceió, Chico Viveiros se envolveu com a arte ainda menino, conheceu a pintura e o desenho na década de 60, aos doze anos de idade. Artista autodidata, aprendeu o ofício pesquisando e estudando por conta própria.

“Sua obra é um mergulho no universo pictórico, uma mistura entre o moderno, o contemporâneo e o figurativo. O cubismo e os traçados geométricos também aparecem nos seus trabalhos como uma referência marcante, mas harmoniosamente suave e em sintonia com outros elementos. O regionalismo cultural aparece de forma impositiva, porém homogeneamente composto pelo artista em pinceladas suaves e discretas, usando magistralmente a luz e sombra com uma fluidez perceptível. Seus personagens têm olhos, mãos e pés grandes, mas, ao mesmo tempo, são extremamente delicados, nos chamam a uma grande reflexão sobre o real significado do pensamento da obra e nos levam a refletir sobre a nossa cultura, elemento principal de seu trabalho”, explica o curador.

Serviço:

– Exposições Violeta Plech e Chico Viveiros

– Local – Complexo Cultural Teatro Deodoro, Centro de Maceió.

– Visitas – Até 28/02/2019, de segunda a sexta, das 8h às 17h.

Agendamento de grupos de escolas e instituições – (82) 98884-6885 ou pelo e-mail escolasditeal@gmail.com.

Publicidade

PMM nova Maceio Mobile

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade

PMM nova Maceio Mobile