Gás natural: residências em Alagoas contam com a energia do conforto há 15 anos

Edifício Maria Thereza foi o primeiro do Brasil, fora do eixo Rio-São Paulo, a desfrutar dos benefícios do energético

Gás natural: residências em Alagoas contam  com a energia do conforto há 15 anos

A surpresa de faltar gás na hora de preparar as refeições, a inconveniência de trocar e o perigo do manuseio de botijões de gás liquefeito de petróleo (GLP) não fazem parte da rotina dos moradores do edifício Maria Thereza, localizado na Jatiúca, primeiro prédio a contar com abastecimento de gás natural canalizado em Maceió, desde junho de 2001.

Há exatos 15 anos, a distribuidora alagoana de gás natural canalizado, a Algás, realizou a primeira ligação de um edifício à sua rede de distribuição. Para a Companhia, o edifício marca a gradativa transição das centrais de gás ou do botijão de GLP, conhecido também como botijão de cozinha, para o uso da energia do conforto nos lares alagoanos.

A segurança, a modernidade, a praticidade e a eficiência energética do gás natural chamaram a atenção das construtoras, síndicos e moradores dos condomínios ao longo deste tempo. Isso explica as mais de 40 mil unidades habitacionais que usufruem desse energético e as outras quase 25 mil já contratadas, que em breve também utilizarão o gás natural.

Vantagens

Os benefícios em contar com os serviços da Algás em casa são confirmados por Guilherme Torres, morador há quatro anos e síndico há pouco mais de dois anos do edifício Maria Thereza. “Não ter dentro do apartamento um botijão é sem dúvida sinal de mais segurança para nosso lar. Além de contar com o fornecimento contínuo, sem precisar se preocupar em o gás acabar no meio do preparo de alguma refeição”, pontuou Guilherme, que afirma confiar no serviço prestado pela Companhia e nunca ter precisado sequer entrar em contato com o Serviço de Atendimento ao Cliente oferecido por ela.

Já para o porteiro Cícero Lins, que trabalha no edifício há 13 anos, usar o gás natural canalizado diminui o fluxo de pessoas desconhecidas no condomínio, uma vez que não existe a necessidade de trocar botijões. “Isso só aumenta a segurança do prédio”, reforça Cícero, que afirma ter sempre sido bem atendido pela equipe da Algás.

Pioneirismo

Segundo a Distribuidora, o crescimento da comercialização do produto para o segmento é fruto do pioneirismo da Companhia, que se tornou a primeira fora do eixo Rio-São Paulo a comercializar gás natural para residências.

“O edifício Maria Thereza marca a história da Companhia, que enxergou no segmento residencial um cliente em potencial. Além das vantagens, as inúmeras possibilidades de uso chamam a atenção e consolidam o gás natural canalizado como uma escolha viável para os condomínios em Alagoas”, afirmou o gerente de serviços ao cliente da Algás, Eduardo Lucena, explicando ainda que o energético pode ser utilizado não só nos fogões, mas também para o aquecimento da água de chuveiros, pias, banheiras de hidromassagem, saunas e em churrasqueiras.

Atendimento

A Algás disponibiliza um Serviço de Atendimento ao Cliente por meio de ligação gratuita, disponível 24 horas, de segunda a sexta-feira (exceto feriados), pelo número 117. Além do telefone, os interessados também podem entrar em contato com a Companhia pelo e-mail atendimento@algas.com.br.

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade