Grammy volta a dar espaço às músicas em espanhol graças ao sucesso de ‘Despacito’

Premiação acontece no domingo (28) em Nova York com Luis Fonsi concorrendo em três das principais categorias.

G1

Grammy volta a dar espaço às músicas em espanhol graças ao sucesso de ‘Despacito’

Luis Fonsi se disse um homem feliz, conforme declarou o músico ao se referir às três indicações que seu mega hit “Despacito” obteve ao Grammy.

“Será uma noite muito importante, não só para mim e os envolvidos nesta música, mas para a música latina, porque naquele grande palco, uma música será cantada em espanhol”, declarou Fonsi na quarta-feira à noite no tapete vermelho das sessões acústicas do Grammy Latino, na Cidade do México.

O porto-riquenho enfatizou que o mais importante sobre ser indicado para o Grammy em categorias onde normalmente as músicas em espanhol não são listadas, incluindo Álbum do Ano, Música do Ano e Melhor Dupla ou Grupo, é um triunfo.

“Não acontece há anos. Desde ‘La Bamba’ (em 1988). E uma música em espanhol nunca venceu, então não sei se podemos mudar essa história, mas digo com toda a honestidade que, o que quer que aconteça, o que conseguimos é algo que entrará para a história”, considerou.

Embora seu compatriota Ricky Martin, cantando “La Copa de la Vida” no Grammy de 1999, também tenha marcado a música latina.

Recorde no YouTube

“Despacito”, a música que Fonsi gravou em dupla com o também porto-riquenho Daddy Yankee, fez o mundo inteiro cantar em espanhol durante 2017, e o vídeo que a acompanha se tornou o mais assistido na história do YouTube, com mais de 4,5 bilhões de visualizações.

No caso do Grammy americano, a versão remix de Luis Fonsi e Daddy Yankee, acompanhados do astro canadense Justin Bieber, conquistou três indicações.

“Despacito” chegará no domingo (28) à 60ª edição do Grammy, em Nova York, como o maior vencedor da última edição do Grammy Latino. Na premiação, ele levou o gramofone dourado nas categorias de Gravação do Ano, Canção do Ano, Melhor Fusão/Interpretação Urbana e Melhor Vídeo Musical.

O cantor anunciou que a modelo porto-riquenha Zuleyka Rivera imprimirá sensualidade à apresentação quando estiver no palco com ele e Yankee para dançar ao ritmo de “Despacito”, como aconteceu no vídeo gravado no popular bairro de La Perla, em Porto Rico.

“A partir de amanhã à noite vamos começar a ensaiar, o importante é celebrar a música como as pessoas a conhecem, comemorar com muito orgulho e estar lá, com a maior música do mundo inteiro”, disse o cantor e compositor com entusiasmo.

Luis Fonsi inaugurou na quarta-feira à noite as sessões acústicas do Grammy Latino 2018 na capital mexicana, uma série de recitais organizados pela Academia de Gravação Latina para celebrar as figuras musicais mais importantes de hoje na língua de Cervantes.

“Para mim, seria ótimo (que Luis Fonsi levasse um Grammy) porque acho que os latinos ainda têm muito a conquistar e trabalhar”, disse Gabriel Abaroa Jr., presidente da Academia Latina.

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade