Grande Vitória contabiliza 75 mortes em quatro dias de caos, saques e depredações

Forças Armadas enviaram 1,2 mil militares para policiamento ostensivo; escolas estão fechadas

R7

Grande Vitória contabiliza 75 mortes em quatro dias de caos, saques e depredações

A dramática situação da região metropolitana de Vitória, capital do Espírito Santo, por conta da crise na segurança pública, chegou nesta terça-feira (7) a 75 mortos desde o último domingo (5), além de saques, depredações e paralisação no transporte público.

Na última madrugada, as ruas da Grande Vitória (Vitória, Serra, Cariacica e Vila Velha) estavam praticamente desertas porque a população estava com medo de sair de casa. Foram oito mortes no sábado, 17 no domingo e outras 40 ontem (segunda-feira). Hoje foram encontrados mais dez corpos de pessoas assassinadas até as 15h.

O número de corpos na cidade já é seis vezes maior que a capacidade máxima do DML (Departamento Médico Legal) de Vitória, que tem 12 gavetas frigoríficas.

A Fecomércio de Vitória divulgou uma nota recomendando que os comerciantes façam uma avaliação do nível de segurança no entorno antes de abrir as portas. Os saques já somam mais de R$ 4,5 milhões em prejuízo, segundo a entidade.

Repercussão internacional

A manifestação dos familiares de agentes da segurança pública que faz com que PM não saiam às ruas, foi destaque na imprensa internacional. O jornal inglês The Sun destacou que várias imagens e vídeos violentos estão circulando na internet e aumentando o pânico da população.

A prefeitura de Vitória, as unidades de saúde e as escolas tiveram que suspender o expediente. Em entrevista coletiva realizada no final da tarde de ontem (6), o Ministro da Defesa, Raul Jungman, e o governador em exercício César Colnago, anunciaram que cerca de 200 militares do Exército Brasileiro, lotados no 38º Batalhão de Infantaria (38º BI), já estão nas ruas para reforçar a segurança na Região Metropolitana.

O ministro afirmou que ampliação do efetivo militar que atuará no Estado para realização do policiamento ostensivo será 1,2 mil militares das Forças Armadas e Força Nacional de Segurança a partir desta terça, porém, o clima de medo continua tomando as ruas.

Aulas suspensas

Com o objetivo de preservar a segurança dos alunos e servidores da Educação, a Prefeitura de Vitória suspendeu as aulas  nas unidades da rede municipal . Também foram suspensas as aulas para os alunos da modalidade EJA (Educação de Jovens e Adultos), do período noturno.

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade

HVT Card