Jogador do Sport é detido sob suspeita de agredir ex-noiva no Recife

De acordo com a vítima, o atacante Juninho, 18 anos, a ameaçou com uma faca e a trancou em um dos quartos do apartamento, após agredi-la. Caso ocorreu na madrugada desta segunda-feira (9), na Zona Sul.

G1

Jogador do Sport é detido sob suspeita de agredir ex-noiva no Recife Atacante Juninho, do Sport, é suspeito de agredir a ex-noiva no Recife (Foto: Reprodução TV Globo)

O jogador de futebol Edmar Ribeiro da Costa Júnior, conhecido como Juninho, de 18 anos, do time principal do Sport Club do Recife, foi detido, nesta segunda-feira (9), sob suspeita de agredir a ex-noiva, durante a madrugada. De acordo com a vítima, que preferiu não ser identificada, o atleta a ameaçou com uma faca e a trancou em um dos quartos do seu apartamento, em Boa Viagem, na Zona Sul da cidade, após agredi-la. Ela esteve na Delegacia da Mulher, no bairro de Santo Amaro, na área central do Recife, acompanhada pela mãe.

Revelado nas categorias de base do Sport, o atacante Juninho é alvo de dois Boletins de Ocorrência, segundo a delegada Ana Elisa Sobreira. “Estamos investigando o caso e analisando provas e elementos para ter certeza do crime. Ele ainda está sendo ouvido e nega [as acusações]. A gente tem que analisar isso, porque é a versão dele contra a dela”, pontuou.

Um dos boletins é datado do dia 17 de agosto deste ano, quando o jogador teria agredido a ex-noiva com socos no estômago. Segundo a vítima, ela não teria seguido com as acusações a pedido dos pais e do empresário de Juninho. A jovem morava com atleta há cinco meses. O relacionamento chegou ao fim há três dias, de acordo com a mãe da vítima.

Na madrugada desta segunda, as ameaças e a agressão ocorreram após os dois se encontrarem numa festa. No local, Juninho teria se aproximado da ex-noiva e a chamado para conversar em seu apartamento.

“Ele já tinha bebido muito e eu não queria ir sozinha, por medo”, diz. Ainda segundo a jovem, ele a teria convencido a seguir até o imóvel, ao falar que levaria um amigo. A primeira agressão teria ocorrido assim que chegaram ao local, na portaria do prédio.

“Ele me deu o primeiro tapa no rosto, ainda na portaria. Subimos para o apartamento, ele me ameaçou com uma faca e trancou a porta do quarto. Disse que eu deveria ficar amordaçada, sem rede social, sem contato com ninguém. Então, disse que ia me matar, se eu não cumprisse”, fala.

Delegacia da Mulher, em Afoados, Zona Oeste do Recife (Foto: Renato Ramos/TV Globo)

A ex-noiva disse, ainda, que só conseguiu se desvencilhar dele, porque o amigo o segurou. “Eu gritei por socorro com todas as forças que tenho. Uma vizinha chegou a ver e ligou para a portaria. Eu saí correndo”, completa.

Juninho é natural da cidade de Amarante (PI) e atua como atacante no time. Por telefone, a assessoria de imprensa do clube informou que vai se inteirar sobre o assunto para se pronunciar ao longo do dia. O G1também tenta contato com o advogado do atleta.

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade