Jornal amerciano elege as 5 melhores cervejas no Brasil

Quando o assunto é cerveja, cada país tem o seu gosto específico e suas marcas prediletas. Se aqui a mais vendida é a Skol, nos EUA é a Bud Light.  O jornalista americano Luke DeCock, que cobriu os Jogos no Rio, resolveu dar a sua humilde opinião sobre as melhores geladas por aqui.  Luke é do jornal The News & […]

Jornal amerciano elege as 5 melhores cervejas no Brasil

Quando o assunto é cerveja, cada país tem o seu gosto específico e suas marcas prediletas.

Se aqui a mais vendida é a Skol, nos EUA é a Bud Light. 

O jornalista americano Luke DeCock, que cobriu os Jogos no Rio, resolveu dar a sua humilde opinião sobre as melhores geladas por aqui. 

Luke é do jornal The News & Observer, da Carolina do Norte. 

Eis o ranking e a opinião da publicação: 

5ª – Skol

DeCock lembra que a Skol era a cerveja oficial dos Jogos. Para ele, é a pior. Diz que o gosto é comparável a meias molhadas e carpetes de fraternidades (repúblicas estudantis).  

4ª – Stella Artois

Para ele, é exatamente igual à Stella de qualquer lugar do mundo. O mesmo gosto. Mas lembra que, no Brasil, a marca tem um “status” e é vendida como uma cerveja superior. No resto do mundo, é uma marca comum. 

3ª – Eisenbahn Pale Ale

O jornalista analisa que microcervejarias e cervejas artesanais são difíceis de achar no Brasil. Ele gostou da Eisenbahn e disse que a marca está à altura dos padrões americanos e mundiais. “Perfeitamente aceitável”.  

2ª – Brahma

Ele chama a marca de “clássica marca brasileira”. Lembra que “90% das vezes que você pedir um chopp, é uma Brahma que virá”. Para ele, é uma pilsner melhor que as marcas “de massa” nos EUA. Julgou ser suave. 

1ª – Antarctica

Eis a campeã após a jornada do jornalista pelos bares. Diz que, no gosto, não tem nada de especial, mas é melhor que a Brahma e iria, provavelmente, muito bem no mercado americano. 

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade