Mês Graciliano Arte traz exibição de filmes e debate

Próxima quarta-feira (dia 5/7) serão exibidos curtas alagoanos na galeria Galpão 422, seguido por bate-papo com cineastas. O evento é gratuito e aberto ao público

Editora | Imprensa Oficial Graciliano Ramos

Mês Graciliano Arte traz exibição de filmes e debate

A Imprensa Oficial Graciliano Ramos dá sequência ao Mês Graciliano Arte, com a apresentação de mais um evento cultural que marca o lançamento do livro Graciliano Arte, já à venda na livraria Leitura (Shopping Pátio e Maceió Shopping), com mais 80 perfis dos novos talentos da arte contemporânea de Alagoas. Na próxima quarta-feira (05), na galeria Galpão 422, em Jaraguá (ao lado do Centro de Convenções), haverá a exibição de filmes e debate com cineastas, diretores, produtores e documentaristas da cena audiovisual alagoana. O evento é gratuito e aberto ao público em geral.

Haverá a apresentação dos curtas: À Espera, de Nivaldo Vasconcelos e Sônia André; Tereza, de Nivaldo Vasconcelos; Wonderful, de Dário Júnior; Filme do Filme, com argumento de Fabio Cassiano; Roupa Qualquer e  Com-posição, duas obras coletivas do Grupo de Estudos Audiovisuais do Sesc Alagoas; e Para Satuba, de Larissa Lisboa. O encerramento do evento será pontuado pela exibição do filme Exu – Além do Bem e do Mal, um dos mais recentes trabalhos do cineasta Werner Salles Bagetti. Após as exibições um bate-papo com os cineastas Raphael Barbosa, Dário Júnior e Larissa Lisboa.

O Mês Graciliano Arte foi aberto no último dia 20 de junho e vai até 21 de julho sempre com a apresentação de músicos, artistas visuais e audiovisuais, atores de teatro, poetas e contistas, que tiveram suas obras incluídas no livro Graciliano Arte.

O evento faz parte da programação dos 200 anos de Alagoas e vai trazer outras atrações até o final mês, como lançamentos de livros inéditos: A Feira, com texto de Sydney Wanderley e fotos de Juarez Cavalcanti; e o relançamento de um clássico da literatura brasileira, Calabar Um poema Dramático, de Lêdo Ivo, que terá como destaque a leitura dramatizada do texto do livro, sob a direção de José Márcio Passos.

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade