Metade dos eleitores de Dilma é do Sul e do Sudeste

Mais de 26 milhões votaram na petista nas regiões, número superior ao de Norte e Nordeste

Metade dos eleitores de Dilma é do Sul e do Sudeste

Metade dos eleitores que levaram Dilma Rousseff (PT) à reeleição neste domingo (26) é do Sul e do Sudeste do País. A presidenteobteve, nas duas regiões juntas, 26.627.802 votos, ou 48,86% do total de 54.501.118 votos conquistados no pleito.

O número supera em 2.057.922 votos o total alcançado pela petista em seus principais redutos, as regiões Norte e Nordeste, onde Dilma conquistou 24.569.880 votos.

Os números ajudam a desconstruir a tese de que nordestinos e nortistas foram os responsáveis exclusivos pela reeleição da presidente Dilma — tema de milhares de comentários e postagens nas redes sociais.

Só no Estado de São Paulo, Dilma recebeu o apoio de 8.488.383 eleitores, quase o dobro dos 4.393.301 votos obtidos em toda a região Norte.

Em termos relativos, a presidente conquistou, no Sul e no Sudeste, 43,10% do eleitorado. Aécio Neves (PSDB) ficou com 56,90%, totalizando 35.156.824 votos. O melhor desempenho do tucano deu a ele a vitória em cinco dos sete Estados das duas regiões.

Os números são mais uma indicação de que, apesar da aparente divisão do País, os eleitores do PT e do PSDB convivem em todo o território nacional.

Nesta segunda-feira (27), um mapa do desempenho eleitoral de Dilma e Aécio feito pelo pesquisador Thomas Conti, da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), mostrou que Estados como Minas Gerais, onde a petista teve maioria, não são muito diferentes de Goiás, onde a vitória foi do tucano, pois a vantagem de cada candidato foi estreita.

Para fazer o gráfico, o pesquisador considerou não apenas a vitória em cada Estado, mas proporção de votos nas regiões. Ao longo do dia, o mapa tornou-se viral.

 

 

 

Publicidade

HVT Card

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade

HVT Card