Mupa recebe exposição “Palmares e Viveres – imagens de heranças vividas”

Mostra faz parte das comemorações do mês da Consciência Negra

Mupa recebe exposição “Palmares e Viveres – imagens de heranças vividas”

Transcorridos 305 anos do fim do Quilombo dos Palmares, é questão recorrente o quanto a população do entorno da Serra da Barriga, inclusive os moradores da própria serra, interagem com a história que marcou a região,

um ícone na cultura afro-brasileira.

 

Em 2010 uma enchente de grandes proporções no rio Mundaú deixou um rastro de destruição no município de União dos Palmares, em especial na comunidade de Muquém, formada por remanescentes de quilombolas.

 

A marca que esse evento catastrófico deixou, com repercussão nos fazeres vinculados à cultura da Serra, é uma das abordagens da exposição “Palmares e Amores – imagens de heranças vividas”, do fotógrafo Jorge Fernando Vieira, que será aberta ao público no dia 06 de novembro, às 18h30, no Museu Palácio Floriano Peixoto (Mupa).

 

A mostra reúne trinta e seis imagens, contextualizadas com inserções poético-críticas de sua própria autoria, com a curadoria de Marta Arruda, e propõe uma reflexão quanto à sobrevivência pulsante da cultura do Quilombo dos Palmares no entorno da serra que lhe abrigou a sede, bem como na consciência do povo alagoano.

 

Nascido em Maceió e criado em União dos Palmares, Jorge Vieira teve seus primeiros contatos com as artes em meados da década de 80. Com mãe pintora e irmão escultor, não lhe faltou incentivo ao prazer da criatividade. Autodidata de talento inquietante, transita por diversas manifestações artísticas. O olhar apurado lhe rendeu notória qualidade às suas realizações, agora se dedica à fotografia.

 

Serviço:

 

Exposição Palmares e Amores – imagens de heranças vividas

Data: 06 a 27 de novembro

Local: Museu Palácio Floriano Peixoto

Informações: 3315-78747.

Entrada Franca.

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade