Museu de História Natural divulga programação variada e gratuita

Exposição do acervo e concurso de fotografia vão atrair visitantes para o MHN

Museu de História Natural divulga programação variada e gratuita

No mês de maio o Museu de História Natural (MHN) da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) promoverá dois eventos: A exposição permanente em comemoração aos 26 anos de existência e a 14ª Semana Nacional dos Museus. Os eventos contam com visita à exposição e aos setores, palestras e outras atividades na sede do MHN, localizada na Av. Amazonas, Prado (Praça da Faculdade).

Exposição permanente

Com o tema Alagoas: do mar ao sertão, a exposição que comemora os 26 anos do MHN terá peças do acervo de todos os setores. O objetivo é apresentar exemplares nativos, que são pesquisados e salvaguardados pela Instituição que permitam a identificação da comunidade local, além de satisfazer a curiosidade e agregar conhecimento sobre a biodiversidade alagoana.

 A exposição será inaugurada dia 9 de maio e contará com diversas palestras até o dia 13 de maio. Após isso, continuará aberta à visitação do público.

 Este primeiro evento comemora também o retorno de exposições permanentes. Com a inauguração da nova sede, é possível abrigar uma exposição pronta para receber visitas e prestar seu serviço à comunidade alagoana.

 Além de mostrar a biodiversidade alagoana, as peças escolhidas pelos responsáveis dos setores contam um pouco da história do museu. “Escolhi um animal taxidermizado, o Mazama gouazoubira [veado ou veado-catingueiro]. Em Alagoas, ocorre tanto na Mata Atlântica como na Caatinga. Também teremos o esqueleto de uma baleia, a única que temos no Museu. Ela encalhou no litoral alagoano na década de 90”, disse Ludmilla Nascimento, responsável pelo setor de mastozoologia (mamíferos).

Semana Nacional dos Museus

Com a participação garantida na 14ª Semana Nacional do Museu, o MHN apresentará programação variada do dia 16 à 22 de maio. O evento que acontece anualmente para comemorar o Dia Internacional dos Museus, comemorado em 18 de maio, destaca a importância do órgão para as atividades de pesquisa e extensão.

“É o momento do Museu de História Natural da Ufal evidenciar ainda mais o propósito de difusão do conhecimento e de interagir com a sociedade através de atividades que propaguem a missão e o compromisso com o público e a comunidade”, ressaltou a Cintia Rodrigues, museóloga do MHN.

Na semana dos eventos acontecerá também o Concurso de Fotografia e Ilustração Científica Gabriel Skuk.

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade