Musical ‘Elza’ Celebra Prêmios e Indicações Com Apresentações no Teatro

Visto por 65 mil espectadores, o espetáculo ELZA, chega a Maceió

Assessoria de Comunicação / GA Produções

Musical ‘Elza’ Celebra Prêmios e Indicações Com Apresentações no Teatro

Vencedor do PRÊMIO REVERÊNCIA nas categorias Melhor Espetáculo, Melhor Direção (Duda Maia), Melhor Autor (Vinícius Calderoni) e Especial – Arranjos de Letieres Leite
Vencedor do PRÊMIO APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) de Melhor dramaturgia (Vinícius Calderoni)
Vencedor do PRÊMIO CESGRANRIO nas categorias Melhor Direção (Duda Maia) e Categoria Especial – Elenco
Indicado ao PRÊMIO SHELL de Melhor Música (Pedro Luís, Larissa Luz e Antônia Adnet)

A trajetória de Elza Soares é sinônimo de resistência e reinvenção. As múltiplas facetas apresentadas ao longo de sua majestosa carreira foram o ponto de partida para o musical “Elza”, que estreou em julho no Rio de Janeiro, passou por outras capitais e fará curta temporada na capital alagoana, no Teatro Gustavo Leite, após imenso sucesso popular e a aprovação irrestrita da homenageada. Em cena, as atrizes se dividem ao viver Elza Soares em suas mais diversas fases e interpretam outros personagens, como os familiares e amigos da cantora, além de personalidades marcantes, como Ary Barroso (1903-1964), apresentador do programa onde se apresentou pela primeira vez, e Garrincha (1933-1983), que protagonizou com ela um notório relacionamento.
Ainda que muitos dos conhecidos episódios da vida da homenageada estejam no palco, a estrutura de Elza foge do formato convencional das biografias musicais. Se os personagens podem ser vividos por várias atrizes ao mesmo tempo, a estrutura do texto também não é necessariamente cronológica. Da mesma forma que músicas recentes (A Mulher do Fim do Mundo, a emblemática A Carne e Maria da Vila Matilde) se embaralham aos sucessos das mais de seis décadas de carreira da cantora, como Se Acaso Você Chegasse, Lama, Malandro, Lata D’Água e Cadeira Vazia.
Marcada por uma série de tragédias pessoais – a morte dos filhos e de Garrincha, a violência doméstica e a intolerância –, a jornada de Elza é contada com alegria.
O espetáculo foi desenvolvido ao longo de um período em que Elza se encontra no auge de uma carreira marcada por reviravoltas e renascimentos. Ao lançar seus últimos dois discos, A Mulher do Fim do Mundo (2015) e Deus é Mulher (2018), a cantora não somente ampliou ainda mais seu repertório e sua base de fãs, como conquistou, mais uma vez, a crítica internacional, e se consolidou como uma das principais vozes da mulher negra brasileira.

SERVIÇO
Espetáculo: Musical “Elza”
Temporada: 30 de março (sabado) às 20 horas e 31 de março (domingo) às 19h.
Local: Teatro Gutavo Leite – Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso
Endereço: Rua Celso Piatti – Jaraguá, Maceió – AL.
Classificação etária: 14 anos.
Duração: 140 minutos.
Valores:
Plateia A – Inteira: R$ 120,00 e Meia: R$ 60,00
Plateia B – Inteira: R$ 95,00 e Meia: R$ 45,00
Mezanino – Inteira: R$    70,00 e Meia: R$ 35,00
Benefícios de Meia entrada:
– Estudante
– Idoso
– Ingresso solidário – Para quem levar 1 kg de alimento não perecível
Vendas: Viva Alagoas (Maceió Shopping), Folia Brasil (G Barbosa Stella Maris e Acesso Vip (Parque Shopping)
Vendas Online: www.lojadeingresso.com
Produção Local: G A Produções e Eventos
Informações: 3032-5210 ou 99601-2828

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade