Musical “Rita Lee Mora ao Lado” chega a Maceió

Sucesso na temporada em São Paulo e agora em turnê nas principais capitais brasileiras, a super produção estrelada por Mel Lisboa finalmente entra em cartaz em Maceió, nos dias 11 e 12 de abril, no Teatro Gustavo Leite

Musical “Rita Lee Mora ao Lado” chega a Maceió

A história da cantora Rita Lee finalmente ganha os palcos de Maceió na super produção “Rita Lee Mora ao Lado” com duas apresentações inéditas no Teatro Gustavo Leite, nos dias 11 e 12 de abril. O texto de Paulo Rogério Lopes, Márcio Macena e Débora Dubois é uma adaptação teatral do livro “Rita Lee Mora ao Lado – Uma Biografia Alucinada da Rainha do Rock”, do escritor Henrique Bartsch.

 

A peça conta com direção de Débora Dubois e Márcio Macena e a produção fica por conta da produtora Cantando na Chuva Criações. No elenco, Mel Lisboa vive a roqueira ao lado de Carol Portes, Rafael Maia, Talitha Pereira, Yael Pecarovich, Samuel de Assis, Fabiano Augusto, Débora Reis, entre outros.

 

Para viver a personagem, Mel Lisboa coloriu os cabelos de ruivo e adotou o corte médio com a icônica franja da cantora. Além disso, a atriz emagreceu alguns quilos e vem fazendo aulas de canto e violão, tudo para dar mais veracidade à personagem. “É um momento muito importante da minha carreira e eu tenho aprendido diariamente. Afinal, não é só um personagem. É a Rita Lee. Ela é incomparável, não tem ninguém igual a ela.”, declara a atriz.

 

Como na obra de Henrique Bartsch, a peça mistura realidade e ficção para contar a trajetória da cantora desde a infância até os dias de hoje, por meio das confusões de Bárbara Farniente, uma vizinha que acompanhou de perto a vida da família da cantora, já que sua mãe era apaixonada pelo pai de Rita. Bárbara nasce no mesmo dia e na mesma hora que a artista, e as vidas das duas se cruzam em vários episódios.

 

O foco da montagem é a mulher e estrela do rock, a partir da ótica dos autores sobre sua infância, sua adolescência, seu encontro com a música e seus amores. Por meio de pinceladas, os diretores conduzem o público por fatos que construíram a vida e a personalidade de Rita. “A gente, na verdade, não trabalha com uma cronologia exata o tempo inteiro no espetáculo. Procuramos exemplificar situações da vida da Rita com canções que, mesmo tendo surgindo muito tempo depois, conversavam com a personalidade e comportamento que ela já demonstrava desde muito jovem.”, explica Márcio Macena. “Por exemplo, ‘Erva Venenosa’ entra na peça quando ela tinha 13 anos, ela nem sonhava que essa música ia existir na vida dela, mas conversa diretamente com aquele momento.”, completa ele.

 

“Optamos por contar coisas que fizeram parte da formação daquela garota. O pai que deu o violão, a irmã que contava as histórias de filmes impróprios para a idade. Todas essas coisas estão lá para ajudar a gente, não só a entender a personagem Rita Lee, mas como ela virou esta pessoa”, adianta Débora Dubois.

 

A trama apresenta detalhes pouco conhecidos da vida da artista sobre um pano de fundo que inclui personagens da música dos últimos 50 anos, como Tim Maia, Gilberto Gil, Caetano Veloso, Ney Matogrosso, Elis Regina, Gal Costa e muitos outros.

 

Um destes encontros marcantes relembra a vez em que Rita Lee foi presa durante sua primeira gravidez, em 1976, acusada de porte de maconha. Tal episódio, considerado um dos mais truculentos da ditadura militar, foi um ato do regime com a finalidade de “servir de exemplo à juventude da época”, já que a cantora alegou que tinha deixado de usar qualquer tipo de substância por causa da gravidez. A primeira e única pessoa a visitar Rita foi Elis Regina, acompanhada de seu filho João Marcelo ainda bebê. A “Pimentinha” não só prestou solidariedade como exigiu a liberação da Rita Lee. A partir deste fato surgiria uma grande amizade.

 

“Rita Lee Mora ao Lado” é repleto de composições que marcam os trabalhos de Rita em formações como Teenager Singers, Tutti Frutti e Mutantes, além de sua carreira solo e as parcerias com Roberto de Carvalho. Serão executados ao vivo cerca de 40 canções, entre sucessos como “Agora só falta Você”, “Saúde”, “Banho de Espuma”, “Caso Sério”, “Menino Bonito”, “Panis et Circensis”, “Ando Meio Desligado”, entre outros. O figurino, que conta com mais de 100 itens, entre peças e adereços, foi inspirado em roupas reais, mas reinventado para ganhar mais vida no palco.


O espetáculo é mais uma super produção nacional trazida exclusivamente pela GA Produções, que sob o comando do produtor cultural Gustavo Alcantara, vem se destacando cada vez mais no mercado local. A GA Produções e Eventos, desde o seu início, em 1999, tem como missão oferecer ao público alagoano cultura e entretenimento diferenciados, trabalhando com a criatividade a frente de todos os seus projetos e buscando a inovação e superação a cada trabalho realizado.

 Serviço

“Rita Lee Mora ao Lado”

Quando: sábado, 11 de abril, às 21h e domingo, 12, às 20h
Onde: Teatro Gustavo Leite – Centro de Convenções
Valores: 
Plateia – Inteira R$ 120, Meia R$ 60
Mezanino – Inteira R$ 100, Meia R$ 50
Pontos de venda: Acesso Vip, Folia Brasil e Viva Alagoas
Produção local: GA Produções
Informações: (82) 3032-5210 / 9601-2828

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade

Cinemas