O Instituto NET Claro Embratel junto à HBO apoia a luta pela educação e inclusão das pessoas com deficiência visual

São Paulo, agosto de 2016 – O Instituto NET Claro Embratel se uniu à HBO e ao Instituto Ser + para promover ações de conscientização sobre a causa das pessoas com deficiência visual, por meio da divulgação do documentário “Dorina – Olhar para o Mundo”. Produzido pela Girafa Filmes, Dezenove Som e Imagem e Mil Folhas […]

O Instituto NET Claro Embratel junto à HBO apoia a luta pela educação e inclusão das pessoas com deficiência visual

São Paulo, agosto de 2016 – O Instituto NET Claro Embratel se uniu à HBO e ao Instituto Ser + para promover ações de conscientização sobre a causa das pessoas com deficiência visual, por meio da divulgação do documentário “Dorina – Olhar para o Mundo”.

Produzido pela Girafa Filmes, Dezenove Som e Imagem e Mil Folhas com exclusividade para os canais HBO/MAX, o longa-metragem narra a trajetória de Dorina Nowill, que desenvolveu um trabalho precursor de inclusão de pessoas com deficiência visual no Brasil e conseguiu importantes conquistas no que diz respeito à educação, à saúde e à empregabilidade.

A iniciativa, em parceria com a HBO, promoveu uma sessão especial de cinema na Rede Cinemark com o documentário sobre a vida de Dorina para 200 jovens do Instituto Ser +, que promove o desenvolvimento de jovens em situação de vulnerabilidade social. Após a exibição, os participantes puderam conversar com Paula Belchior, gerente de produção original da HBO, e fazer perguntas para Martha Nowill, neta de Dorina, idealizadora e produtora do documentário.

Além disso, com o intuito de arrecadar doações para a Fundação Dorina Nowill para Cegos, as empresas NET, Claro e Embratel lançaram uma campanha para incentivar a doação das Notas Fiscais Paulistas dos colaboradores. A ação interna arrecadou 3.090 notas sem CPF ou CNPJ.

“A essência da área de responsabilidade social das empresas está diretamente ligada a educação e é por meio dela que apoiamos a diversidade, a conscientização e a integração das pessoas com deficiência visual. Realizamos ações constantemente e buscamos sempre a aproximação de todos os públicos com os quais nos relacionamos.”, destaca Daniely Gomiero, vice-presidente de projetos do Instituto NET Claro Embratel e responsável pela área de responsabilidade social das três marcas.

Sobre Dorina Nowill

Dorina perdeu a visão em 1936, com apenas 17 anos. Mas sua condição, ao contrário de vitimá-la, a impulsionou a buscar novos caminhos. Em 1946, criou a Fundação para o Livro do Cego no Brasil – que mais tarde receberia seu nome -, e foi responsável pela primeira imprensa braile do País.

Sobre a América Móvil

A América Móvil é uma das maiores empresas de telecomunicações do mundo. Está presente em 25 países e conecta mais de 892 milhões de pessoas. No Brasil, é líder em convergência com as marcas NET, Claro e Embratel, somando mais de 95 milhões de serviços fixos e móveis, que compõem soluções para os mercados residencial, pessoal e empresarial.

Na área de Responsabilidade Social, a empresa investe em ações relacionadas à Educação e à Cidadania, por meio do Instituto NET, Claro e Embratel para atuar em frentes sociais que integram a tecnologia e a informação como fonte de desenvolvimento e conhecimento. Desta forma, realiza e apoia projetos como o Campus Mobile, o Educonex@o, Programa Dupla Escola, NET Educação, Naves do Conhecimento, entre outros. O Instituto NET, Claro e Embratel é qualificado como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) pelo Ministério da Justiça, e é reconhecido pelo Departamento de Informação Pública das Nações Unidas (DPI/ONU) como uma organização não governamental corporativa que promove os ideais e princípios sustentados pela Carta das Nações Unidas. Conheça outras realizações no Relatório Social de 2015 do Instituto:https://www.institutoclaro.org.br/instituto-embratel-claro/.

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade

Cinemas