Porta-bandeira cai em frente aos jurados

Porta-bandeira da Padre Miguel cai, torce joelho e deixa Sapucaí chorando de dor

Ego / Laís Gomes

Porta-bandeira cai em frente aos jurados Porta-bandeira da Unidos de Padre Miguel é socorrida após cair durante desfile na Marquês de Sapucaí (Foto: Reprodução/Globo)

Um drama marcou o desfile da Unidos de Padre Miguel na madrugada deste domingo, 26, na Marquês de Sapucaí. A primeira porta-bandeira da escola, Jéssica Ferreira, caiu no meio do desfile e teve que ser substituída pela segunda, Cássia Maria. De acordo com Viviane Martins, coreógrafa da escola, Jessica teria quebrado o joelho na queda.

“Ela estava linda, evoluindo bem, quando de repente aconteceu. O diretor chamou a Cassia no meio do desfile e, mesmo sem entender,  e ela foi. Em um minuto eles combinaram o que apresentar para os jurados, mas ela ainda não sabia o que tinha acontecido. Eles já dançaram juntos, eram o segundo casal, até que o Vinicius foi para primeiro, por isso o entrosamento dos dois”, disse Viviane. De acordo com integrantes da escola, a porta-bandeira foi levada da Avenida diretamente para o hospital Souza Aguiar, no Centro da cidade.

O tombo, segundo Alessandra Daflon, uma das diretoras de harmonia da escola, aconteceu em frente à segunda cabine de jurados. Ela disse que Jessica escorregou no óleo deixado pelo carro da escola anterior. “O chão estava muito escorregadio, com óleo deixado pela escola que desfilou antes da gente”, contou.

O clima na dispersão era de muita apreensão e choro. Muitas pessoas ainda não acreditavam no que tinha acontecido. “O regulamento diz que os jurados não podem tirar ponto do casal por isso. Pela queda ela pode perder ponto. Pela substituição não”, continuou a coreógrafa, antes de completar: “Se a queda dela foi diante do jurado, ela vai perder ponto, infelizmente, mesmo sendo uma eventualidade”.

A namorada de Vinicius, o mestre sala que estava com Jéssica, estava acompanhando o casal e disse que ninguém acreditava no que via. “Ela caiu quando estava se apresentando para os jurados e já começou a chorar, logo a maca chegou e a levou. Foi muito triste, não esperávamos por isso”. No fim do desfile, Vinicius não se conteve e chorou muito. Já na dispersão, ele chegou a passar mal, mas foi acudido pela harmonia da escola. Vinicius conversou com o EGO e falou sobre o ocorrido. “É uma sensação muito esquisita, estou muito triste pela Jéssica, pelo que aconteceu, mas feliz porque conseguimos superar e terminar o desfile. Desejo que ela melhore logo, ela foi linda”, disse Vinicius.  Já o segundo porta-bandeira, Everton, que ficou sem a sua parceira, seguiu no desfile como um destaque, sozinho.

 

Responsável por substituir Jéssica, Cássia Maria contou como foi o momento na Avenida. “O Vinicius começou a chorar e eu pedi a ele para se acalmar, porque eu não sabia o que estava acontecendo e precisava dele naquele momento, eu estou em choque até agora e sem saber direito o que aconteceu”, disse ela.

Cássia e Vinícius, que se apresentaram para as duas últimas cabines de jurados, já dançaram juntos. Eles eram o segundo casal de mestre sala e porta-bandeia da Unidos de Padre Miguel, até que Vinícius assumiu como primeiro mestre sala e passou a dançar com Jéssica, que já foi porta-bandeira da Renascer de Jacarepagua, por oito anos.

 

Publicidade

HVT Card
HVT Card

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade