Presidente do Grammy fala sobre a falta de mulheres na premiação

Após todos os vencedores terem sido anunciados, muitas pessoas começaram a criticar a premiação devido ao número reduzido de mulheres indicadas e o, ainda mais baixo, número de vencedoras. Até surgiu no Twitter a hashtag #GrammysSoMale.

Papel Pop / Papel Pop

Presidente do Grammy fala sobre a falta de mulheres na premiação

Ao ser questionado pela Variety sobre o problema, o presidente do Grammy, Neil Portnow, disse que as mulheres precisavam “se impor”.

“Eu acho que tem que começar com…mulheres que tenham a criatividade em suas almas e corações, que querem ser musicistas, que querem ser engenheiras, produtoras e querem fazer parte da indústria no nível executivo…Elas precisam se impor porque acho que elas seriam bem-vindas”, declarou.

“Eu não tenho uma experiência pessoal com todos os muros que elas lidam mas acho que é nossa responsabilidade – como indústria – acolher, criando oportunidades para todas as pessoas que queiram ser criativas e criando assim uma nova geração de artistas, completou Portnow.

O produtor da premiação, Ken Ehrlich, também foi perguntado sobre a questão e disse que “não era ele quem deveria falar sobre assunto.

Ehrlich também respondeu sobre o fato de Lorde não ter feito uma apresentação na cerimônia, sendo que todos os outros artistas que concorriam na categoria de álbum do ano fizeram uma performance.

“Não sei se foi um erro”, declarou. “É tudo questão de escolhas….nós temos uma caixa que ficou cheia. Ela teve um ótimo álbum. Não temos como lidar com todo mundo.”, concluiu.

A cantora Alessia Cara foi a única mulher vencedora entre as principais categorias, levando o prêmio de melhor artista revelação, sendo que SZA foi a recordista em indicações e não levou nenhum prêmio.

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade