PRF flagra 26 motoristas embriagados nas BRs em Alagoas no fim de semana; 6 foram presos

Maioria dos flagrantes ocorreu na BR-316, no município do Pilar.

G1 AL

PRF flagra 26 motoristas embriagados nas BRs em Alagoas no fim de semana; 6 foram presos Flagrante de uso de álcool resultou na prisão de seis pessoas — Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou, nesta segunda-feira (2), que 26 motoristas foram autuados no fim de semana por embriaguez ao volante em Alagoas nas rodovias federais que cortam o estado.

Na ocasião, seis deles apresentaram índice de teor alcoólico superior a 0,30 mg/l no organismo e foram presos. Os outros 20 foram autuados e liberados.

As autuações são resultados do trabalho de fiscalização nas rodovias federais que foram intensificados por conta do período festivo de dezembro.

O maior número de autuações ocorreu na BR-316, no município de Pilar, onde ocorria uma festa de vaquejada. No local, além dos flagrantes envolvendo direção e álcool, foram registrados também condutas de imprudências no trânsito.

As prisões por embriaguez ao volante aconteceram no sábado (30) e domingo (01), sendo cinco delas na BR-316, em Pilar, e uma na BR-101, em São Miguel dos Campos.

Os índices de teor alcoólico no organismo dos motoristas fiscalizados variaram entre 0,49 a 1,15 mg/l. O maior resultado foi do teste feito por um motociclista.

Apenas um dos condutores presos se negou a realizar o teste de etilômetro, mas devido aos sinais claros de embriaguez, ele foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil.

Para o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), o índice de 0,30 mg/l já é suficiente para enquadrar a conduta como crime de trânsito.

Além de ser preso, o motorista terá de pagar pela multa de R$ 2.934,70, acumulará sete pontos na carteira de habilitação e poderá ter seu direito de dirigir suspenso por 12 meses.

Habilitação falsa

No patrulhamento ostensivo ao longo das rodovias federais que cruzam Alagoas, os agentes da PRF ainda flagraram um condutor com carteira de habilitação falsificada. O homem, que foi encaminhado para a Polícia Federal, confessou o crime e disse que pagou R$ 500 pelo documento.

Já no município de Atalaia um outro motorista foi preso após os agentes constatarem que havia um mandado de prisão da justiça de Minas Gerais contra o homem de 37 anos. Ele foi encaminhado para delegacia da Polícia Civil em Atalaia.

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade

PMM nova Maceio Mobile