Propaganda de construtora tem repercussão negativa na web

A peça de divulgação, no formato conhecido como homem-placa, gerou reações negativas por esconder propositalmente a figura do trabalhador

Propaganda de construtora tem repercussão negativa na web

Uma campanha publicitária da imobiliária paulistana Plano & Plano tornou-se alvo de críticas nas redes sociais neste fim de semana.

A peça de divulgação, no formato conhecido como homem-placa ou homem-seta, levantou reações negativas por esconder propositalmente a figura do trabalhador, substituído por uma representação de um homem jovem.

A imagem que registrou o fato, inicialmente postada no Facebook pessoal do jornalista César Hernandes, de 38 anos, foi compartilhada mais 1.500 vezes e dividiu opiniões.

As críticas acerca da iniciativa levantam a discriminação racial ou social como motivadoras da nova representação escolhida pela empresa. A ação motivou, ainda, reclamações sobre as condições de trabalho das pessoas envolvidas neste tipo de divulgação.

“Preconceito racial e social estão simbolizados nesta foto”, afirmou César Hernandes à EXAME.com. “A imagem me passou a impressão de que o menino negro não tem a capacidade de levar ninguém a comprar o apartamento, e o desenho, branco, de olhos azuis, tem. Pedi autorização do garoto para fazer a foto e decidi compartilhar”, conta.

“O tipo de imagem que te deixa entre triste e revoltado. Não dá nem para dizer que é simbólico, porque é literal demais”, comentou na foto um usuário.

Para outros, imagem não foi interpretada como ação de fundo racista. “Se fosse um branco segurando um boneco preto seria racismo também?', perguntou uma internauta.

A ação de marketing de recepção controversa promovia um empreendimento imobiliário chamado Brand Pensilvânia na região do Brooklin.

Procurada pela reportagem, a Plano & Plano afirmou em comunicado que contratou a empresa SSP Mídia Exterior, responsável pela contratação e gestão dos profissionais para realizar o trabalho. A empresa destacou ainda que “a veiculação, objeto deste questionamento, aconteceu em período pré-determinado e não está mais no ar”.

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade