Teatro é o maior barato apresenta: E SONHOS NÃO ENVELHECEM: Clube da Esquina.

Em novo e ousado espetáculo, Irina Costa propõe uma visita à memória de um Brasil que viveu tempos como os de hoje no cenário político/social.

Teatro é o maior barato apresenta: E SONHOS NÃO ENVELHECEM: Clube da Esquina.

Naquela época, um grupo de músicos mineiros rompeu as fronteiras com sua proposta de uma arte universal. Milton Nascimento, Lô Borges, Toninho Horta, Beto Guedes, Marcio Borges, Fernando Brant, Ronaldo Bastos , Wagner Tiso, Murilo Antunes, Flavio Venturini… na esquina das ruas Paraisópolis e Divinópolis, no bairro de Santa Teresa, em Belo Horizonte, se encantaram e nos encantaram/encantam sempre com uma música rica em sons e poesia.

Nascia “O Clube da Esquina”! Um movimento musical brasileiro surgido no início da década de 60 em Belo Horizonte/MG, com as inovações trazidas pela Bossa Nova, elementos do jazz, rock– principalmente Beatles –, música folclórica dos negros mineiros, com alguns recursos de música erudita e música hispânica. 

Nos anos 70, tornou-se referência de qualidade na MPB pelo alto nível de performance, e disseminou suas inovações pelos diversos cantos do país e do mundo. 

Na bagagem, a juventude e a esperança. Os tons eram os erros e acertos, percebidos muitas vezes na pele e sem segunda chance para reparos. Era pôr os pés na estrada, ganhar mundo, alargar horizontes, desprender-se dos laços naturais de família… Era a “viagem de ventania”.  

Com “E sonhos não envelhecem: clube da esquina”, Irina Costa propõe-se cantar o sonho, a juventude, o ideal, a música e o movimento que atravessou o tempo, juntando o seu canto a tantas outras vozes que cantaram, e ainda cantam, aquelas imagens encharcadas de alegria, tristeza, esperança e fé, fazendo chegar ao público a memória e a história, o tempo e as canções, mostrando que o movimento que marcou uma geração  é cada vez mais real, mais vivo, mais intenso, atual e atemporal.  

No repertório, músicas como: trem azul, paisagem da janela, sol de primavera, bailes da vida, nada será como antes…“E sonhos não envelhecem: clube da esquina” fala sobre todos nós, porque é passado, é presente e será futuro. 

 

 Willbert Fialho – Direção musical e violões

Jiuliano Gomes – Piano e teclado

Thiago De Melo Amaral – Baixo elétrico e acústico

Gabriel Freitas – Guitarra e violão de aço

Allysson Paz – Bateria

China Cunha– Percuteria

Marcos André – Sax, sax soprano e flauta.

Backings: Jucélia Gomez e Fabian

Part. Especiais: Otávio Cabral (ator)

                          Elias Junior (trompa)

 Performance de abertura e encerramento sob direção artística de Davi Farias com elenco módulo 1 de Arte Dramática da ETA/UFAL

Fotografia e Programação Visual: Nivaldo Vasconcelos e Estúdio Atroá

Figurino: Alina Amaral

Imagens e edição de Vídeo: Thiago Feijó

Direção de palco:  Arnaud Borges

Cenário: Vera Garabini, Arnaud Borges, Edner Careca e Irina Costa

Projeto de iluminação: Edner Careca

Sonorização e efeitos: Marcio Brebal

Pesquisa: Irina Costa e Gabriela Costa

Texto: Gabriela Costa

Argumento e concepção do espetáculo:  Irina Costa, Willbert Fialho e Thiago Amaral

Direção artística: Irina Costa

Coordenação de produção: Irina Costa, Arnaud Borges e Vera Garabini

Produção executiva : Irinavegar produções e Vera Garabini

Direção geral: Irina Costa

Realização: Diteal e Irinavegar Produções

PATROCÍNIO: COPRA

Apoios: Gloria Garabini Cake Designer

              Divina Gula

              Bendito e Benquisto

              Tooka do Sushi

              Vera Garabini produções

               IZP

              Amais Imprensa

              MUVI

              Maceió 40Graus

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade