Turnê “Baiuno” chega a Maceió no dia 28, na Musique

Em seu segundo trabalho solo, o cantor Saulo traz ao palco o universo lúdico da infância

Turnê “Baiuno” chega a Maceió no dia 28, na Musique

O cantor e compositor Saulo se apresenta na casa de shows Musique, em Maceió, na sexta-feira (28) às 22h, com sua nova turnê “Baiuno”, título do segundo disco solo do artista baiano. O evento será realizado pelo Celebration Entretenimento e Maceió é a quinta cidade a sediar o show, que tem esgotado ingressos por onde passa.

Ao lançar seu segundo disco solo, Saulo escolheu o nome ‘Baiuno’ para batizá-lo.  Conheceu a palavra assistindo a um documentário do grupo Doces Bárbaros onde se contava que jornalistas do extinto jornal carioca ‘O Pasquim’ usavam a expressão de forma pejorativa para falar sobre Gilberto Gil, Caetano Veloso, Maria Bethânia e Gal Costa.

Apesar do sentido apresentado, para Saulo a palavra lhe pareceu tão bonita que resolveu usá-la primeiro em uma composição, logo em seguida como nome do novo trabalho. Na hora de passar o disco do papel para o som, no entanto, o ‘Baiuno’ de Saulo ganhou uma nova perspectiva. “Os textos do disco foram tomando uma conotação infantil. Esse disco é também do texto para a música, e conforme as canções foram surgindo, entendi que ‘baiuno’ era o universo infantil mesmo. Então, desculpa O Pasquim, mas baiuno agora é criança”, explica Saulo.

Os textos foram também bases para concepção e construção de todo o conceito do novo trabalho. Com direção artística de Renan Ribeiro- músico que acompanhou Saulo durante doze anos como backing vocal e um dos responsáveis pela criação de uma das mais tradicionais escolas de teatro de Salvador – o desafio encontrado para a Turnê Baiuno era trazer ao palco as sensações transmitidas através das canções do disco. “O convite de Saulo veio pra mim como um presente pra uma criança que precisava voltar a brincar, mesmo já sendo adulto. A ideia é trazer de volta a relação com o papel em branco, com os jogos da infância, mexer na memória afetiva. Colorir o olhar da vida com o erê interior de cada um”, explica Renan.

Elementos do universo infantil preenchem todos os campos do show, desde projeções feitas através de animações que remetem aos jogos da infância, até os objetos cênicos como uma bicicleta com asas, obra do artista baiano Zuarte. A leveza do mundo das crianças segue com intervenções artísticas como uma instalação de monóculos que convidam o público a descobrir “olhando para dentro” a criança que um dia todos nós fomos. No palco, luz, cores e projeções dão vida a cada uma das canções de ‘Baiuno’, criando uma atmosfera especial para o repertório.

 A Turnê Baiuno teve início em 11 de Julho com ingressos esgotados em Brasília (DF); seguindo para Recife (PE); Rio de Janeiro – onde lotou a tradicional Fundição Progresso, na Lapa; logo depois foi a vez de Vitória (ES) receber o novo show de Saulo que tem datas marcadas para Maceió, dia 28 de agosto; Natal, dia 19 de setembro e São Paulo, dia 25 de setembro, no Espaço Audio.

 

 

Sobre o disco

Baiuno 

Segundo disco solo de Saulo e primeiro gravado em estúdio traz influências da música africana e segue carregado no sotaque nordestino

Lançado em junho de 2015, segundo disco solo do cantor e compositor baiano Saulo (37), ‘Baiuno’ apresenta 13 faixas inéditas com forte influência da música africana trazida através da figura de Munir Hossn, produtor musical ao lado do saxofonista Marcelus Leone. Munir, brasileiro radicado em Paris, tem um vasto trabalho com grandes músicos africanos e trouxe suas referências para a concepção do novo disco de Saulo. “Baiuno é um mergulho mais africano por causa de Munir. A gente já vinha sambareggaeando, fazendo ijexá, mas ele trouxe as referências que a gente precisava nesse momento para conversar com o mundo”, explica Saulo.

Repleto de convidados especiais brasileiros e africanos, ‘Baiuno’ traz influências da música negra em sua forma mais ampla. Em ‘Tambor Menino’, o dueto com a africana Júlia Sarr, sua voz marcante também se faz presente no coro da canção ‘Outra Vez’, que conta ainda com o piano de Leonardo Montana. Com o multi-instrumentista congolês Ray Lema, Saulo fez seu segundo dueto em ‘Perudá’ – o primeiro foi na canção ‘Sertanejo’ em 2014, a música contou ainda com o baixista africano Etienne MBAPPE.  Tó Brandileone, integrante do grupo paulista 5 a Seco, foi convidado para o dueto em ‘Leve-me ao Mar’.  Em ‘Floresça’, Saulo divide os vocais com Roberto Mendes. O Nordeste aparece de forma marcante no acordeon de Mestrinho em ‘Nosso Amor’ e ‘Moktar’.  Saulo volta a dividir os vocais nas canções ‘Veloso Cidade’, com o músico e amigo Dom Chicla; em ‘Estrada Falha’, com o filho Lau Fernandes e em ‘Povoesia’ ao lado do produtor Munir Hossn.

Saulo ouviu pela primeira vez a palavra ‘baiuno’ em um documentário dos Doces Bárbaros. Na ocasião, a expressão apareceu de forma pejorativa usada por jornalistas do extinto jornal O Pasquim em referência aos artistas baianos.  No entanto, apesar da forma como era usada, a palavra chamou a atenção do artista que a utilizou dando-lhe um novo sentido na canção ‘Sertanejo’, gravada no final de 2014. Decidiu que seria esse o nome do disco e, em um segundo momento, já com o trabalho pronto encontrou de fato o significado que gostaria para a palavra: “ Quando ouvi o disco, percebi que as canções falavam muito de criança nas mais variadas formas. Entendi naquele momento que baiuno era a criança pura, que ainda não viu o lado ruim da vida. Decidi então que baiuno é criança. Adoro subverter palavras pejorativas. Com ‘Raiz de Todo Bem’ foi assim, até então todo mundo só falava em raiz de todo mal’, explica Saulo.  O disco independente teve seu lançamento digital em junho e chegará às lojas a partir de agosto.

 

CD BAIUNO

1)    Tambor Menino (Munir Hossn) Participação especial: Júlia Sarr (voz)

2)    Perudá (Saulo Fernandes/ Ênio Taquari/ Alcione Rocha/ Ronaldo Cavalcante) Participação especial: Ray Lema (voz) e Etienne MBAPPE (baixo)

3)    Leve-me ao Mar (Saulo Fernandes/ João/ Lau) Participação especial: Tó Brandileone

4)    Prece ao Coração (Márcio Mello)

5)    Floresça (Saulo Fernandes/ Gigi) Participação especial: Roberto Mendes (voz)

6)    Moktar (Saulo Fernandes) Músico convidado: Mestrinho (acordeon)

7)    Nosso Amor (Saulo Fernandes/ Gigi) Participação especial: Mestrinho (voz e acordeon) Músico convidado: Michael Pipoquinha (baixo)

8)    Outra Vez (Saulo Fernandes) Músico convidado: Leonardo Montana (piano)

9)    Erê de Dois (Saulo Fernandes/ Paulinho Rocha/ Munir Hossn)

10)  Veloso Cidade (Saulo Fernandes) Participação especial: Dom Chicla (voz)

11)  Povoesia (Saulo Fernandes/ Enio Taquari/ Rudson Almeida/ Munir Hossn) Participação especial: Munir Hossn (voz)

12)  Estrada Falha (Lau) Participação especial: Lau

13)  Asa e Pé (Saulo Fernandes/ Munir Hossn)

 

 

Serviço:

CD BAIUNO

Faixas: 13            

Preço no iTunes: R$25,00

 

Sobre Saulo:

Filho da música, da Bahia e de Dona Estela, Saulo nasceu no dia 09 de setembro de 1977 na cidade de Barreiras, interior baiano. Por influência da família materna, conheceu a música muito cedo. Aos 10 anos de idade, graças ao incentivo do seu tio Bosco Fernandes, Saulo fez sua primeira participação numa apresentação em público, em um trio elétrico na cidade de Barreiras (BA). Aos 14, gravou o primeiro disco em formato LP. Aos 18, morando em Vitória (ES), criou a banda Mukeka e começou a ganhar experiência puxando blocos em trio elétrico pela primeira vez. Logo depois, voltou para a Bahia cheio de inspiração e montou a Banda Chica Fé, com a qual gravou o CD “Querer” e comandou seu primeiro Carnaval na Bahia, no ano de 2001.

Com o trabalho cada vez mais reconhecido, Saulo foi convidado em 2002 a comandar a tradicional Banda Eva. Levou com ele os músicos da antiga banda, imprimindo sua identidade a cada novo trabalho. Com carisma e talento, conquistou não só os fãs do Eva, mas também milhares de novos fãs por todo país.

Após onze anos, seis CDs, três DVDs gravados, ganhando os prêmios de Melhor Cantor pelo segundo Carnaval consecutivo e o Prêmio da Música Brasileira na categoria Canção Popular – Grupo, pelo álbum duplo CNRT, Saulo despede-se do Eva com uma homenagem emocionante orquestrada por fãs no último dia da folia carnavalesca baiana. Camisas e cartazes com o nome do cantor e os dizeres: “Seguindo seus passos onde quer que vá”, tomam conta da Avenida e servem como combustível para nova etapa.

Em carreira solo, com os músicos e amigos que o acompanham desde a Chica Fé, Saulo inicia mais um capítulo de sua história. Com ingressos esgotados, a gravação do primeiro DVD “Saulo ao Vivo” aconteceu nos dias seis e sete de abril de 2013, na Concha Acústica do Teatro Castro Alves, em Salvador (BA), e contou com as participações de Ivete Sangalo, Alexandre Carlo (Natiruts) e Davi Moraes.

Em 2014, a Turnê Saulo do Vivo segue na estrada passando por diversas cidades do Brasil. Em paralelo, Saulo inicia o projeto ‘Canto da Rua’, com produção e realização da Rua 15 Produções, com o objetivo de levar música de qualidade de forma gratuita à população, homenageando artistas e ritmos da Bahia. O projeto conta com diversas intervenções culturais e participação de projetos sociais da cidade, agregando entretenimento e conscientização sobre sustentabilidade com ações que permeiam o antes, o durante e o depois de cada uma das apresentações. ‘Canto da Rua’ teve três edições em 2014 com homenagens ao centenário de Dorival Caymmi, Reggae da Bahia e ao Samba da Bahia, todas as edições aconteceram no Parque da Cidade, em Salvador (BA).

2015 começou com a segunda edição do projeto ‘Canto da Rua’, homenageando o roqueiro baiano Raul Seixas e o trio vocal Os Tincoãs. Este ano marca o lançamento do segundo disco solo de Saulo, batizado de ‘Baiuno’. Com produção musical de Munir Hossn e Marcelus Leone, o novo trabalho segue exaltando a baianidade com forte influência da música africana.

 

Discografia

1993 – LP “Falando de Esperança”

2000 – CD “Querer” – Banda Chica Fé

2002 – CD “Pra Valer” – Banda Eva

2003 – CD “ É do Eva “ – Banda Eva

2005 – CD/ DVD “Eva 25 Anos” – Banda Eva

2007 – CD / DVD “Veja Alto, Ouça Colorido” – Banda Eva

2009 –  CD/ DVD “Lugar da Alegria” – Banda Eva

2012 – CD duplo “CNRT – Conexão Nagô Rede Tambor” – Banda Eva *Vencedor do Prêmio da Música Brasileira em 2013, categoria Canção Popular – Grupo.

2013 – CD / DVD “Saulo ao Vivo” – carreira solo

2015 – CD “Baiuno” – carreira solo                     

 

SERVIÇO 

Show: Saulo – Turnê Baiuno

Data: 28 de Agosto, sexta

Local: Musique

Abertura: 22h 

Pontos de vendas: Viva Alagoas, Folia Brasil 

Ingressos: Pista – R$ 41,00 Frontstage – R$ 81,00 Mezanino – R$ 121,00 (Espaço Open Bar Premium – vodka, whisky, cerveja, água mineral e refrigerante) 

Produção local: Celebration Entretenimento 

Informações: 3357-8007 

* Valores do primeiro lote 

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade