“Volta do que não foi”: nova turnê de Whindersson Nunes chegará em Maceió no próximo sábado

Espetáculo foi criado após a turnê internacional. Nele, o humorista faz piada sobre as dificuldades encontradas em casa novo país onde ele chegava, além de retratar, com muito humor, cenas de seu dia a dia no casamento.

Depois de um jejum de três anos, finalmente ele está de volta pra fazer a gente dar muitas gargalhadas. O humorista Whindersson Nunes, que voltará aos palcos de Maceió no próximo dia 7, a partir das 19h, no Ginásio do Sesi, garante que o público vai “morrer de rir” com o novo espetáculo “Volta do que não foi”, fruto de sua turnê mundial. Nela, ele conta a experiência de ter passado por 12 países, as dificuldades com os idiomas e as diferentes culturas encontradas pelo caminho e, claro, as suas aventuras pessoais como uma cirurgia e o casamento com a cantora Luísa Sonza.

E o #Notícias40Graus conversou com o yuotuber, comediante e ator brasileiro nascido no interior do Piauí. Ele nos contou que, desde pequeno, sempre foi o amigo mais engraçado da turma e que, justamente por ter percebido esse seu talento ainda quando era muito novo, resolveu apostar na internet para levar humor até as pessoas.

Whinderson também falou sobre a depressão, doença que o obrigou a cancelar uma agenda lotada de shows, e disse ainda, que não vê a hora de se apresentar para o público alagoano.

Confira, abaixo, como foi esse bate-papo com o Whinderson!

1. Ainda cedo, com 15 anos, o Whindersson começou a fazer vídeos pela internet. Desde pequeno você já tinha essa veia humorística? E por que a ideia de começar pelo YouTube?

Desde pequeno eu sempre fui o mais engraçado da turma. E a escolha do YouTube foi justamente por se tratar da rede social onde poderia mostrar meu trabalho, os vídeos e as paródias.

2. Em 2012, os seus primeiros vídeos viralizaram, a exemplo da paródia “Alô vó, tô reprovado”. E logo veio o sucesso meteórico nas redes sociais, o que te impulsionou a partir para os palcos com shows em formato de stand up comedy, E assim tem sido desde então. Entre 2015 e 2016, o espetáculo “Marmininu” conquistou mais de 200 mil espectadores no Brasil inteiro, mostrando o quanto o Whindersson tem fãs por todos os lugares do país. Então, levando-se isso em consideração, atualmente, apresentar-se junto ao público é o que você mais gosta de fazer?

Eu amo me apresentar para o meu público, identifico-me de verdade com todos os meus seguidores. Além de comer e dormir, encontrar com o meu público, é hoje uma das coisas que eu mais adoro fazer.

3. O espetáculo “Eita, casei”, que fala um pouco sobre a sua relação com a cantora Luisa Sonza virou até um especial para a Netflix. E você também já fez filme e tem um programa de humor no canal Multishow. Ou seja, o Whindersson está nas redes sociais – somente no YouTube são mais de 37 milhões de inscritos, no teatro, na televisão, nos cinemas. Como é lidar com tudo isso, ocupar todos esses espaços? E qual o segredo para se manter neles?

O segredo é ser quem você é, nunca perder a sua essência.

4. Agora vamos falar de um tema que você fez questão de chamar atenção, que é a depressão. A doença te afastou dos palcos e te deixou mais de três meses longe de suas apresentações. Como foi viver esse período? Você já se considera 100% curado?

Foi um momento muito complicado, tive que abrir mão de várias coisas, uma delas foi cancelar um monte de shows e compromissos. Hoje estou muito melhor, graças a Deus.

5. E, para encerrar, vamos falar da turnê nova: “A volta do que não foi”. Como esse espetáculo foi criado? No que ele se baseia? E o que o público de Alagoas deve esperar desse show?

Ah, esse espetáculo foi criado depois da minha turnê mundial, onde tive a inspiração para esse espetáculo. Alagoas vai morrer de rir e eu não posso esperar para encontrar vocês.

Serviço:

O que: Whindersson Nunes em “Volta do que não foi”

Onde: Ginásio do Sesi 

Quando: 7 de dezembro, às 19h

Ingressos: Viva Alagoas, Folia Brasil e ingressodigital.com 

Maiores informações: (82) 99909-6957

  “Volta do que não foi”: nova turnê de Whindersson Nunes chegará em Maceió no próximo sábado Espetáculo foi criado após a turnê internacional. Nele, o humorista faz piada sobre as dificuldades encontradas em casa novo país onde ele chegava, além de retratar, com muito humor, cenas de seu dia a dia no casamento.

Depois de um jejum de três anos, finalmente ele está de volta pra fazer a gente dar muitas gargalhadas. O humorista Whindersson Nunes, que voltará aos palcos de Maceió no próximo dia 7, a partir das 19h, no Ginásio do Sesi, garante que o público vai “morrer de rir” com o novo espetáculo “Volta do que não foi”, fruto de sua turnê mundial. Nela, ele conta a experiência de ter passado por 12 países, as dificuldades com os idiomas e as diferentes culturas encontradas pelo caminho e, claro, as suas aventuras pessoais como uma cirurgia e o casamento com a cantora Luísa Sonza.

E o #Notícias40Graus conversou com o yuotuber, comediante e ator brasileiro nascido no interior do Piauí. Ele nos contou que, desde pequeno, sempre foi o amigo mais engraçado da turma e que, justamente por ter percebido esse seu talento ainda quando era muito novo, resolveu apostar na internet para levar humor até as pessoas.

Whinderson também falou sobre a depressão, doença que o obrigou a cancelar uma agenda lotada de shows, e disse ainda, que não vê a hora de se apresentar para o público alagoano.

Confira, abaixo, como foi esse bate-papo com o Whinderson!

1. Ainda cedo, com 15 anos, o Whindersson começou a fazer vídeos pela internet. Desde pequeno você já tinha essa veia humorística? E por que a ideia de começar pelo YouTube?

Desde pequeno eu sempre fui o mais engraçado da turma. E a escolha do YouTube foi justamente por se tratar da rede social onde poderia mostrar meu trabalho, os vídeos e as paródias.

2. Em 2012, os seus primeiros vídeos viralizaram, a exemplo da paródia “Alô vó, tô reprovado”. E logo veio o sucesso meteórico nas redes sociais, o que te impulsionou a partir para os palcos com shows em formato de stand up comedy, E assim tem sido desde então. Entre 2015 e 2016, o espetáculo “Marmininu” conquistou mais de 200 mil espectadores no Brasil inteiro, mostrando o quanto o Whindersson tem fãs por todos os lugares do país. Então, levando-se isso em consideração, atualmente, apresentar-se junto ao público é o que você mais gosta de fazer?

Eu amo me apresentar para o meu público, identifico-me de verdade com todos os meus seguidores. Além de comer e dormir, encontrar com o meu público, é hoje uma das coisas que eu mais adoro fazer.

3. O espetáculo “Eita, casei”, que fala um pouco sobre a sua relação com a cantora Luisa Sonza virou até um especial para a Netflix. E você também já fez filme e tem um programa de humor no canal Multishow. Ou seja, o Whindersson está nas redes sociais – somente no YouTube são mais de 37 milhões de inscritos, no teatro, na televisão, nos cinemas. Como é lidar com tudo isso, ocupar todos esses espaços? E qual o segredo para se manter neles?

O segredo é ser quem você é, nunca perder a sua essência.

4. Agora vamos falar de um tema que você fez questão de chamar atenção, que é a depressão. A doença te afastou dos palcos e te deixou mais de três meses longe de suas apresentações. Como foi viver esse período? Você já se considera 100% curado?

Foi um momento muito complicado, tive que abrir mão de várias coisas, uma delas foi cancelar um monte de shows e compromissos. Hoje estou muito melhor, graças a Deus.

5. E, para encerrar, vamos falar da turnê nova: “A volta do que não foi”. Como esse espetáculo foi criado? No que ele se baseia? E o que o público de Alagoas deve esperar desse show?

Ah, esse espetáculo foi criado depois da minha turnê mundial, onde tive a inspiração para esse espetáculo. Alagoas vai morrer de rir e eu não posso esperar para encontrar vocês.

Serviço:

O que: Whindersson Nunes em “Volta do que não foi”

Onde: Ginásio do Sesi 

Quando: 7 de dezembro, às 19h

Ingressos: Viva Alagoas, Folia Brasil e ingressodigital.com 

Maiores informações: (82) 99909-6957

 

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade

Agenda

Cinemas