XIV Baile dos Seresteiros da Pitanguinha Homenageia os 200 anos de Alagoas

Os foliões vão festejar o aniversário de nossa terra com muito confete e serpentina mais uma vez ao som dos Seresteiros da Pitanguinha e da orquestra SPOK Frevo do Recife.

Assessoria de Imprensa / Seresteiros da Pitanguinha

XIV Baile dos Seresteiros da Pitanguinha Homenageia os 200 anos de Alagoas

Em sua 14 ª edição, O Baile de Máscaras dos Seresteiros da Pitanguinha tomará conta do Pavilhão do Centro de Convenções de Maceió no dia 10 de fevereiro de 2017. Com o tema “Alagoando – 200 Anos de Arte, Cultura e Carnaval, o baile vai homenagear os a independência do Estado da capitania de  Pernambuco.

Este ano, os foliões vão festejar o aniversário de nossa terra com muito confete e serpentina mais uma vez ao som dos Seresteiros da Pitanguinha e da mais importante orquestra de frevo do Brasil, a SPOK Frevo do Recife. O tema escolhido é um louvor à Alagoas e faz alusão ao hino do estado, que se refere a nossa terra como “Estrela Radiosa”. A intenção é exaltar o povo, as riquezas naturais e tradições de uma terra formada pela mistura cultural de ancestrais índios, negros, holandeses, franceses e portugueses.

O Baile de Máscaras dos Seresteiros da Pitanguinha acontece há 13 anos e é único no Brasil e no Mundo. A festa é motivo de orgulho e colocou Alagoas no calendário nacional das folias de Momo. Inovador e ousado, o projeto resgata o clima dos antigos carnavais, com suas fantasias e o lirismo das marchinhas, frevos e sambas, emocionando foliões de todas as idades e classes sociais.

XIV BAILE DE MÁSCARAS DOS SERESTEIROS DA PITANGUINHA

Local: Centro de Convenções de Maceió

Data: 10 de fevereiro

Abertura da casa: 22h

Atrações: Seresteiros da Pitanguinha

Maestro Spok e Orquestra Recife

Ingressos

Individuais: R$ 50,00 (meia-entrada) e R$ 100,00 (inteira)

Mesas: R$ 480,00 (para 4 pessoas)

Vendas on line: www.eventim.com.br

Pontos de venda:
Casa das Tintas
• Farol  – Av. Fernandes Lima, 328
• Ponta Verde – Av. Dep. José Lages, 897 (ponto sem taxa de serviço)

Loja Alethia
• Maceió Shopping – térreo
• Parque Shopping – 1º andar

Formas de pagamento: cash / débito / crédito em até 2 X
Info: 82 3235-5301

Site: www.suechamusca.com.br / www.bailepitanguinha.com.br

E-mail: info@suechamusca.com.br

Face: fb.com/suechamusca

Instagram: @suechamuscaoficial

WhatsApp: 82 99928-8675

 

Uma História da Folia

O Baile de Máscaras do Seresteiros da Pitanguinha festeja 13 carnavais de sucesso. A primeira edição foi uma das atrações do Projeto Jaraguá Cultura em 2004. A ideia surgiu no final de 2003, quando os Seresteiros lançaram um desafio a produtora Sue Chamusca: produzir um evento capaz de reviver a magia dos antigos carnavais e a empolgante Era dos Bailes em Maceió. O local escolhido para a estreia foi o Dom José, hoje Armazém Uzina.

Para reeditar o clima das folias de outrora, cada detalhe do evento é tratado com carinho e profissionalismo. Do repertório à decoração; da eleição do homenageado do ano a escolha da atração que sobe ao palco após os Seresteiros; da segurança ao conforto do público. A recriação da alegria e da arte dos antigos carnavais tornou o baile um dos eventos mais autênticos e emocionantes das festas de Momo no Brasil.

Da primeira edição até a festa deste ano, são muitas memórias. Sempre escolhidos com o objetivo de exaltar nossa cultura e tradições, os temas do baile já homenagearam o antropólogo e médico alagoano Arthur Ramos, o radialista e compositor Edécio Lopes, Aurélio Buarque de Holanda, o próprio grupo que dá nome à festa, Os Seresteiros da Pitanguinha, o combo de ilustres foliões Rei Momo Setton Neto, Marcial Lima, Moleque Namorador, Miss Paripueira e  Eduardo Cerqueira (Cebolinha) e os cartunistas Nunes, Ênio Lins e Hércules Mendes. Na festa de 2016, a estrela foi a museóloga e fundadora do Bloco Filhinhos das Mamãe, Cármen Lúcia Dantas.

Da primeira edição até a festa deste ano, são muitas memórias. Sempre escolhidos com o objetivo de exaltar nossa cultura e tradições, os temas do baile já homenagearam o antropólogo e médico alagoano Arthur Ramos, o radialista e compositor Edécio Lopes, Aurélio Buarque de Holanda, o próprio grupo que dá nome à festa, Os Seresteiros da Pitanguinha, o combo de ilustres foliões Rei Momo Setton Neto, Marcial Lima, Moleque Namorador, Miss Paripueira e  Eduardo Cerqueira (Cebolinha) e os cartunistas Nunes, Ênio Lins e Hércules Mendes. Na festa de 2016, a estrela foi a museóloga e fundadora do Bloco Filhinhos das Mamãe, Cármen Lúcia Dantas.

A frente da animação e da música, alma da festa, está o grupo Seresteiros da Pitanguinha, que já dividiu o palco com o carnavalesco pernambucano Claudionor Germano, a Estação Frevo Orquestra de Pernambuco e a Orquestra Popular de Alagoas em edições passadas e tem na Spock Frevo Orquestra, a big band de frevo famosa em todo o mundo, uma parceira fiel.

Em 2010 o baile ganhou dois novos projetos de sucesso: O Bailinho – Matinê Infantil dos Seresteiros da Pitanguinha, animado pelos Seresteiros e por bandas como Divina Supernova e Cazuadinha, e uma Exposição de Fotografias, que acontece anualmente em um shopping da cidade e estende para além da folia a memória da festa.

 

Publicidade

HVT Card

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade