Após perder 56 quilos, personal só treina 'gordinhos' em Belo Horizonte

Rafael Rodrigues emagreceu durante a faculdade de educação física. Leonardo Govea emagreceu 42 kg e Amanda de Oliveira, 31 kg.

Após perder 56 quilos, personal só treina 'gordinhos' em Belo Horizonte

Quem está acima do peso ou conhece alguém com sobrepeso sabe que a guerra contra a balança não é fácil. Muita determinação e disciplina são necessárias para ganhar a batalha contra o excesso de quilos. O personal trainer Rafael Rodrigues, de 31 anos, que mora em Belo Horizonte, é um exemplo de que é possível perder muitos quilos com disciplina.

Depois de uma depressão, ele começou a comer descontroladamente. Ele conta que bebia três litros de refrigerante por dia, além de comer alimentos ricos em calorias e com poucos nutrientes. Resultado: em um ano engordou 60 quilos. Rodrigues diz que chegou a pesar 144 quilos e que a pressão arterial atingiu a casa dos 22 por 11. Todo o problema aconteceu quando ele estava no meio da graduação em educação física.

“Apesar de eu fazer educação física não tinha vaidade com a questão estética porque eu trabalhava com recreação e política. Mas o corpo não condizia com o de um professor de educação física”, contou.

A luz de alerta se acendeu quando ele foi dar uma entrevista para a TV da faculdade onde ele estudava e quando o repórter não quis fazer, alegando que Rodrigues estava com o corpo que não tinha a ver com a pauta e muito menos com o porte de um futuro educador físico.

Além do excesso de peso, Rodrigues estava pré-diabético. “Precisava tomar uma providência. Para perder peso, eu deixei de andar de carro e de moto para andar de bicicleta”, disse.

O personal conta ainda que procurou ajuda especializada de um médico, um nutricionista e um terapeuta. “Fui fazer terapia para [combater] a obesidade. Trabalhei a minha situação emocional”, lembrou.

Rafael Rodrigues, durante um treinamento (Foto: Rafael Rodrigues/Arquivo pessoal)

Em três anos, o educador físico de 1,70 m perdeu 56 quilos e, atualmente, pesa 88 quilos. Ele diz que, atualmente, trabalha a hipertrofia muscular – aumento quantitativo das funções celulares que faz o músculo aumentar e ficar definido.

Como venceu o sobrepeso, Rodrigues abriu uma academia em 2009 para ajudar as pessoas que têm o mesmo problema e que querem emagrecer.

“A motivação tem que ser trabalhada constantemente senão a pessoa acaba desistindo”.
Segundo ele, depois de entrar para a faculdade de nutrição, conseguiu dar ainda mais direcionamento aos que querem perder peso. “Alimentação é tudo. A pessoa tem que ter consciência de que precisa mudar a alimentação porque emagrecer não é tão simples”.

Ele fala que controlar a alimentação e fazer exercícios físicos, de acordo com uma adequação individual, são ferramentas eficazes na perda de peso.

“Mas temos que trabalhar em cima de metas. A responsabilidade não é somente minha. As pessoas precisam assumir essa responsabilidade também porque não existe uma fórmula mágica”.

Rodrigues conta que come a cada três horas e que a alimentação é balanceada, com nutrientes para a realidade dele.

Praticar crossfit – programa de treinamento de força e condicionamento que proporciona o aumento da capacidade física -, musculação e boxe também são aliados para manter o corpo sarado e o bem-estar.

Veja o 'antes e depois' de dois alunos de Rafael que perderam muito peso

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade

Cinemas