Autor alagoano lança seu novo romance através de financiamento coletivo

No livro, acompanhamos dois personagens em situação crítica. Um guia de turismo e seu cliente estão perdidos num bosque, sem comunicação com o resgate.

Assessoria de comunicação

Autor alagoano lança seu novo romance através de financiamento coletivo

Arthur Cavalcante é escritor de contos e romances. Em 2018, com o primeiro volume da trilogia Mestre de Guerreiro, o autor já abordava a cultura alagoas através da fantasia. Agora, seu novo projeto de 2020 é um drama contemporâneo chamado Labirinto de escombros. O projeto está no Catarse, plataforma de financiamento coletivo (acesse o link: https://www.catarse.me/escombros).

No livro, acompanhamos dois personagens em situação crítica. Um guia de turismo e seu cliente estão perdidos num bosque, sem comunicação com o resgate. Juntando esforços para encontrar a saída, os dois se veem imersos em relatos pessoais que os fazem se esquecer do mundo a sua volta. Enquanto o cliente, Soren, narra trechos de uma enciclopédia que traz consigo, o guia detalha o que aconteceu na última operação de resgate envolvendo um acidente familiar naquele mesmo local. É na pressão de saírem do bosque que os relatos se tornam cada vez mais trágicos, e a esperança de escaparem dali se esvai a cada história relatada.

“É um romance que traz para o centro da narrativa uma estrutura que mescla o passado de um resgate trágico com o presente que discute o impacto das histórias na vida do indivíduo”, salienta o autor. Trazendo no título a metáfora do labirinto, a obra tematiza histórias dentro de histórias, onde cada novo evento se mescla com o anterior e cria uma pilha de escombros em forma de memória. Se entrelaçam três linhas do tempo: uma no presente (a busca pela saída), outra em flashback (passado dos personagens) e outra paralela (o relato trágico).

E não podia faltar a influência que a cultura alagoana exerce na cosmovisão do autor – os totens que dividem a geografia do bosque são baseados no Auto de Guerreiros, manifestação folclórica genuinamente alagoana; e a misteriosa ave que tanto o personagem busca, e cuja importância torna-se cada vez maior ao longo da narrativa, se transforma naquilo que carregamos como seres humanos para além das fronteiras.
Sobre o financiamento coletivo, Arthur Cavalcante relata problemas que os autores enfrentam durante todo o processo de publicação. “Além de uma crise editorial que dificulta nossos originais de serem lidos pelas editoras, ainda há o problema da distribuição. O livro e o leitor precisam se encontrar, e o financiamento coletivo me dá a possibilidade de unir o útil ao agradável”.

O Catarse é uma plataforma de financiamento coletivo na internet. Os leitores investem no projeto e recebem recompensas de acordo com o valor. “A pessoa acredita no projeto e possibilita que o autor angarie recursos para desenvolvê-lo e entregá-lo. Meu livro já está escrito, revisado, diagramado, com capa e marcador de página feitos, só à espera de ir à gráfica”, salienta o autor.

Professor do Instituto Federal do Rio Grande do Norte, Arthur Cavalcante ministra aulas de escrita criativa e roteiro cinematográfico. Atualmente faz doutorado em Escrita Criativa, na PUC do Rio Grande do Sul. Para mais detalhes, bastidores do livro e outras obras do autor, acesse o Instagram: @arthur_escritor.

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade

Cinemas