Blued, plataforma digital líder no mercado LGBTQIA+, anuncia sua chegada ao Brasil

Com mais de 54 milhões de usuários em todo o mundo, rede social voltada para o público gay quer criar conexões reais entre seus usuários

Assessoria de comunicação / Gabriela Carvalho

Blued, plataforma digital líder no mercado LGBTQIA+, anuncia sua chegada ao Brasil

O Blued, plataforma digital líder no mercado LGBTQIA+, acaba de anunciar sua chegada ao Brasil. Com um hub central de serviços dentro da BlueCity, empresa-mãe do Blued, o aplicativo permite que seus usuários se conectem com pessoas reais e se expressem em um ambiente livre de preconceitos, além de servir como espaço para a comunidade se entreter e se capacitar sobre diversos assuntos. O aplicativo já está disponível para download na Apple Store (para iOS) e no Google Play (para Android).

Para garantir um ambiente seguro e confiável dentro da plataforma, cada usuário do Blued terá a opção de passar por um processo de verificação. Para aqueles cujas fotos de perfil forem autenticadas, um logotipo especial será colocado na foto. Os usuários verificados também serão colocados à frente de seus usuários próximos e terão a chance de serem recomendados diariamente no aplicativo.

“Estamos entusiasmados em atender o mercado brasileiro, onde vemos uma grande oportunidade de crescimento pela frente. O Brasil é conhecido por sua diversidade cultural e inclusão LGBTQIA+, mas sabemos que tem um longo caminho a percorrer em termos de aceitação, respeito, empatia e acesso. Queremos que o Blued seja um lugar de relacionamento, acolhimento, informação e diversão para a comunidade gay”, afirma Jason Li, Gerente de Marketing Global do Blued.

Além dos recursos baseados em geolocalização e de conteúdos, que possibilita que os usuários descubram assuntos que sejam interessantes e relevantes para eles e construam conexões reais com outras pessoas, o aplicativo ainda traz os recursos de “Transmissão ao Vivo” e o “Online”.

O primeiro permite que seus usuários desfrutem de uma ampla variedade de conteúdos e atividades interativas, incluindo show de talentos, show de matchmaking, programas de jogos, programas de narração de histórias, shows de comédia e bate-papos casuais entre emissores e espectadores, facilitando interações dinâmicas e envolventes entre os membros da comunidade. Os serviços de streaming da Blued foram lançados em 2016 e têm sido constantemente atualizados desde então.

Já o recurso “online”, recentemente introduzido, permite que os usuários se conectem em vídeo ao vivo para um “speed dating”. A ferramenta, que emparelha os usuários em segundos, também possibilita que eles possam visualizar foto, nome e região para cada possível chamada antes de decidir se querem ou não aceitar.

Como surgiu?

A história do Blued começou no ano 2000, quando o fundador Baoli Ma, um policial enrustido conhecido como “Geng Le”, fundou um dos primeiros e mais influentes fóruns online LGBTQIA+ da China, o Danlan.org. Depois de renunciar ao cargo de policial em 2011, o Sr. Ma estava determinado a se dedicar totalmente às atividades de conscientização social para a população LGBTQIA+. A BlueCity, empresa-mãe do Blued, foi fundada oficialmente no mesmo ano e o aplicativo Blued foi criado no ano seguinte, expandindo internacionalmente em 2015.

Atualmente, o Blued conta com mais de 54 milhões de usuários em todo o mundo e possui uma média de 6,4 milhões de usuários ativos mensalmente. Com cerca de 500 funcionários, hoje o Blued conta com operações locais na China, Brasil, Índia, Japão, México, Filipinas, Coréia do Sul, Tailândia, EUA e Vietnã. Além disso, a BlueCity foi listada na NASDAQ em julho de 2020, tornando-se a primeira empresa pública de rede social com foco no público LGBTQIA+. Ela levantou um total de US?84,8 milhões em receitas brutas em seu IPO.

Aproveitando a experiência e sucesso em servir a comunidade gay, a BlueCity adquiriu, em agosto de 2020, o LESDO, aplicativo para lésbicas líder na China. Hoje, a BlueCity está bem posicionada para identificar as necessidades de diferentes subgrupos da população LGBTQIA+ e está se esforçando para adaptar os recursos e funcionalidades de seus produtos de acordo com a necessidade individual de cada sigla, e pretende ampliar suas ofertas de serviços para acomodar todo mundo.

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade

Cinemas