Cinco agências que estavam interditadas reabrem em Maceió

Elas haviam sido fechadas no Centro por falta de licença ambiental. Outras seis ainda não regularizaram situação e permanecem interditadas.

Cinco agências que estavam interditadas reabrem em Maceió

Cinco agências bancárias, que haviam sido interditadas pela Secretaria Municipal de Proteção ao Meio Ambiente (Sempma) por falta de licença ambiental na semana passada, reabriram nesta segunda-feira (23). O atendimento foi retomado no Bradesco, Safra, Caixa Econômica e duas agências do Banco do Brasil.

As agências foram fechadas durante uma operação da Sempma na manhã de quarta-feira (18). Além dessas, outras seis também foram interditadas, entre elas públicas e privadas. 
Um dia depois, os representantes do Banco Bradesco, localizado na Rua do Sol, no Centro, efetuaram o pagamento de uma multa de R$ 135 mil e também assinaram o TAC com a Sempma.

Duas agências do Banco do Brasil reabriram nesta segunda-feira (Foto: Michelle Farias/G1)
Duas agências do Banco do Brasil reabriram nesta segunda-feira (Foto: Michelle Farias/G1)

Com a assinatura, a agência ganhou trinta dias de prazo para se regularizar e adotar o Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS) que faz o monitoramento do destino dos resíduos gerados.

Nesta mesma data, representantes do Banco Safra e do Banco do Brasil recorreram judicialmente à interdição da Sempma. Através de um mandado de segurança enviados para a 14ª Vara da Fazenda Pública Municipal, o juiz Antônio Emanuel Dória decidiu suspender os efeitos do auto de infração e determinou a reabertura dos bancos.

A Caixa Econômica também recorreu judicialmente à interdição da Sempma. O juiz Sebastião José Vasques de Moraes, da 4ª Vara da Justiça Federal concedeu um mandado de segurança suspendendo os efeitos do auto de infração e determinou a reabertura do banco.

Assim que a agência abriu, muitas pessoas enfrentaram filas para ter atendimento. “Vim semana passada e não consegui resolver. Hoje só saio quando resolver minha pendência”, afirma

A dona de casa Maria de Lourdes Omena foi até uma agência do Santander para retirar o dinheiro de um empréstimo, mas como a agência não está funcionando, ela saiu de lá sem a quantia. “Agora não sei como faço porque fui em outra agência e disseram que só posso retirar nessa aqui”, afirma.

Já a autônoma Aluíde Pereira veio banco Itaú para resolver um problema com a senha do cartão. “Saiu meu dinheiro na sexta e não consegui receber porque minha senha foi bloqueada. Só que não tem ninguém aqui para me ajudar e dizer onde posso resolver esse problema. Deveria ter uma funcionário para dar informações com a agência fechada”, frisa.

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade

Cinemas