Diretor que produziu o documentário de Flordelis se arrepende e dispara: “Uma mentira”

Ferraz contou que sensibilizou com a história de Flordelis, que é mãe adotiva de mais de 50 filhos.

Isto é Gente

Diretor que produziu o documentário de Flordelis se arrepende e dispara: “Uma mentira”

Marco Antônio Ferraz, diretor e editor de moda, que dirigiu o documentário ”Flordelis — Basta uma palavra para mudar”, deu uma entrevista ao jornal Extra, do Rio de Janeiro, e falou sobre o arrependimento profissional após vir à tona esta semana que a deputada foi acusada de ser a mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo, assassinado em junho de 2019.

“Me arrependo. Se fosse hoje, jamais teria feito esse filme. Não sou cineasta. Sou um contador de histórias e o que contei foi uma mentira diante dos fatos que conhecemos agora”, disse ele ao veículo.

Ferraz contou que sensibilizou com a história de Flordelis, que é mãe adotiva de mais de 50 filhos. Ao Extra, ele disse que a amizade entre eles durou mais de uma década por conta da produção, que teve no elenco várias celebridades, como Cauã Reymond, Bruna Marquezine, Ana Furtado, Leticia Spiller, Alinne Moraes, Marcello Antony, Sergio Marone, entre outros artistas.

Sobre e o pastor Anderson do Carmo, que foi produtor executivo do filme, Marco Antônio disse: “Ele era louco por ela. Fazia qualquer coisa que ela quisesse ou mandasse.”

O diretor concluiu dando detalhes da relação do ex-casal. Contou que dias antes da pré-estreia, Anderson pediu ajuda para ele irem juntos compraram um vestido de grife, de R$ 2 mil para que Flordelis ficasse linda. “Foi um sonho realizado ver aquela mulher, que saiu do morro, ali, chiquérrima e linda. E no fim das contas, tudo isso não passava de uma mentira.”

 

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade

Cinemas