Filha de Renan Calheiros não deu festa em avião da FAB

Notícia falsa divulga vídeo com jovens dentro de avião e inventa que uma delas é filha do presidente do Senado

Veja.com / João Pedroso de Campos

Filha de Renan Calheiros não deu festa em avião da FAB

Autor do livro Contadores de Balelas, publicado em 1983 com prefácio de Ulysses Guimarães, Renan Calheiros voltou a ser alvo, no início de 2017, de uma balela surgida em dezembro de 2015 na internet brasileira.

Sites especializados em criar e propagar mentiras nas redes sociais reciclaram o boato “Filha de Renan Calheiros dá festa em avião da FAB” para amealhar mais alguns cliques de incautos. Um deles é o Folha Edition, que usa a página Sergio Moro Brasil, com 16.214 curtidas, para espalhar suas lorotas no Facebook.

Aproveitando-se da inegável controvérsia sobre a figura de Renan, alvo de 12 inquéritos e uma ação penal por peculato no Supremo Tribunal Federal (STF), a notícia alardeia falsamente que uma das jovens que aparecem no vídeo abaixo é filha do presidente do Senado:

“A farra com o dinheiro público anda solta. Agora, até durante as férias o avião da FAB estaria sendo usado para os filhos dos políticos curtirem uma festa”, acusa o texto que acompanha o vídeo.

Ao contrário do que afirma a mentira, no entanto, Renan Calheiros não tem uma filha na mesma faixa etária das jovens filmadas em meio ao animado convescote aéreo. A única filha do senador alagoano é Maria Catharina, nascida em julho de 2004 do relacionamento extraconjugal de Renan com a jornalista Mônica Veloso, pivô do escândalo que o fez renunciar à presidência do Senado em 2007.

Além da garota de 12 anos, o peemedebista é pai de três homens: Renan Filho, atual governador de Alagoas, Rodolfo e Rodrigo Calheiros.

Como se não bastasse, a Aeronáutica afirma que a aeronave que aparece no vídeo, um Falcon, não lhe pertence e, ademais, sequer tem o modelo em sua frota.

Embora Renan Calheiros não tenha uma filha que usou um jatinho da FAB para viajar com os amigos, o presidente do Senado já se aproveitou indevidamente das asas oficiais.

Em dezembro de 2013, Renan usou um jato da FAB para ir de Brasília a Recife (PE), onde passou por uma cirurgia de implante capilar. O motivo para o deslocamento, conforme o senador justificou à FAB, foi “serviço”.

Descoberto, Renan acabou devolvendo ao erário 27.390 reais referentes ao voo.

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade

Cinemas