“Fim da guerra”: banda Pagolada faz single para despertar o amor e a esperança durante a pandemia

Save the date: canção será lançada no próximo dia 4 de setembro, em todas as plataformas digitais. E a música contou com as participações especiais de Kel Monalisa, Thiaguinho Vas, PV Mello, Toninho Cannibal, Bruninho e Yuri Costa.

Janaina Ribeiro - Repórter

“Fim da guerra”: banda Pagolada faz single para despertar o amor e a esperança durante a pandemia Rodrigo, Artur e Diogo, durante live da TV Celebration. (Foto: Mariel Matias)

Em tempos de pandemia, falar de amor é um remédio que pode trazer a cura. E não para a doença em si, porque essa missão tão nobre cabe à ciência, mas, sim, para a alma que, há mais de cinco meses, ficou carente de afeto, de abraços, de toques, de beijos. Desde a decretação de emergência sanitária global feita pela Organização Mundial de Saúde, em março, os 8 bilhões de habitantes do planeta tiveram que se adaptar à rotina do confinamento. E só agora, quase 150 dias depois, as pessoas estão voltando a se encontrar. E foi justamente pensando nesse reencontro, nesta nova oportunidade de estar perto, que a banda alagoana Pagolada resolveu lançar a música “Fim da guerra”. O título da canção é uma analogia ao combate à Covid-19, que arregimentou milhares de profissionais ao redor do mundo para enfrentar essa doença e poder devolver a normalidade às nossas vidas e, claro, também é uma homenagem aos bons sentimentos que precisam, mais do que nunca, ser espalhados a partir de agora.

“Amanheceu, a porta abriu, é o fim da guerra. A vida venceu, o mundo sorriu, me abraça terra”. É assim que começa a música que foi construída a muitas mãos, com a ajuda da internet. A ideia, sugerida pelo cavaquinista do Pagolada, Diogo Nilo, surgiu como forma de aproveitar o momento atual para criar algo que pudesse despertar nas pessoas um desejo coletivo de espalhar amor por todos os lados. “A proposta inicial era estimular uma composição com os amigos e artistas da família Pagolada. Depois, decidimos pedir a ajuda dos nossos seguidores nas redes sociais e, foi a partir daí, que tivemos uma adesão super bacana, com lindas e criativas contribuições. A canção pra gente saiu perfeita porque foi orgânica, natural. E nós pudemos cantar a esperança. Mesmo distantes, ficamos juntos através dessa paixão que é a música. Então, não tinha como ser diferente… A magia aconteceu. É o fim da guerra, gente”, disse o músico, mais conhecido como “Cabelinho”.

Banda Pagolada durante show realizado antes da pandemia.

Artur Góes, vocalista da banda, contou que o grupo já vive uma grande expectativa, no sentindo de que as pessoas escutem o single de forma que possam absorver a mensagem que ele pretende levar. “É uma canção feita para mexer com as pessoas que a escutarem, da mesma maneira que mexeu conosco quando a fizemos. Que ela traga um sentimento de esperança e que desperte o desejo de amarmos mais uns aos outros”, afirmou o artista.

E já que a letra foi uma construída em grupo, são seus autores Diogo Nilo, Artur Góes, Yuri Costa, Gera Valença, Vanessa Amorim e Raffa Miranda.

A Pagolada é formada pelos músicos Artur Goes, Diogo Nilo, Rodrigo Meyer, Fabiano Malheiros, Allan Mercedão, Gabriel Freitas, Cleyton Anderson, Giovane “Japa” e Josué Barros. Cada um deles, com seu instrumento, ajudou a colocar os arranjos na música.

Lançamento dia 4 de setembro

O single já tem data para ser compartilhado com o público em todas as plataformas digitais: 4 de setembro. O clipe, que está em fase final de produção, vai trazer toda a poesia que consta na canção. Inclusive, para promover esse engajamento pretendido, a rapaziada do Pagolada convidou outros artistas alagoanos para que, juntos, eles pudessem gravar a música. E, assim, essa mistura de talentos deu ainda mais sentido ao “Fim da guerra”.

Kel Monalisa, Thiaguinho Vas, PV Mello, Toninho Cannibal, Bruninho e Yuri Costa completaram o time que cantou o amor junto com a banda Pagolada. Cada um da sua casa viveu essa experiência de colocar voz na canção criada para festejar a esperança.

E, como diz mais um trechinho da canção, se “foi tanta dor, passou. Abra os braços para o amor”, agora é hora de recomeçar a comemorar a vida. Afinal, o “fim da guerra” parece estar bem próximo do seu encerramento, e como em toda batalha, apesar das vidas perdidas, há, sim, motivos para celebração.

Artistas alagoanos que participaram da gravação da música “Fim da guerra”.

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade

Cinemas