Guarda Municipal de Maceió ganha o direito de fazer uso de arma de fogo

Medida foi autorizada por meio de convênio entre a Prefeitura e PF. Segundo a Polícia Federal, até o final do ano, 100 guardas terão o porte.

Guarda Municipal de Maceió ganha o direito de fazer uso de arma de fogo

A Guarda Municipal de Maceió ganhou o direito de fazer uso de arma de fogo. A autorização foi feita em uma acordo de cooperação técnica entre a Prefeitura de Maceió e a Superintendência da Polícia Federal em Alagoas (PF), assinada nesta terça-feira (15).

Segundo o superintendente da Polícia Federal em Alagoas, Bernardo Gonçalves de Torres, já estão sendo disponibilizados treinamentos na área de defesa pessoal, armamento, tiro e uso de armas não letais para os guardas.

“Pelo menos 100 guardas municipais, inicialmente, serão capacitados e deverão ter o porte de arma expedido até o final deste ano”, afirmou o superintendente.

De acordo com a secretária municipal de Segurança Comunitária e Cidadania da Prefeitura, Mônica Suruagy, a luta da categoria é antiga.

“Dotar o nosso pessoal a estar apto é um dos grandes méritos deste acordo a partir da colaboração e atuação das duas forças. Estamos, efetivamente, fortalecendo a nossa atuação para a sociedade maceioense e, desta forma, nos consolidando cada vez mais nesse segmento para auxiliar as demais forças num fim comum: a redução da violência”, disse.

O diretor sindical e também guarda municipal, Charles Sanches, disse que a cooperação técnica é um avanço para a categoria. “Estamos batalhando desde 2009 e eu venho acompanhando todo o processo e lutando também. Para nós, a assinatura desse convênio é uma conquista significativa”.

Na solenidade o prefeito de Maceió Rui Palmeira comentou que o convênio faz parte de um projeto amplo iniciado em 2013, que trata da valorização da categoria.

“Uma das nossas primeiras medidas ao assumir a gestão foi finalizar a reforma do prédio da Guarda, que precisava de melhorias na estrutura. Posteriormente, investimos em novos fardamentos, adquirimos coletes à prova de balas, coturno e também pistolas não letais, as chamadas pistolas de choque (taser). Hoje, formalizamos o convênio e, em breve, nossa guarda terá o tão esperado porte de arma”, disse o prefeito.

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade

Cinemas