Oficina mecânica dispensa pagamento de mão de obra para profissionais de saúde

De acordo com o empresário Eduardo Marinho, a ação solidária foi aprovada por todas as pessoas que trabalham na oficina.

Savannah Comunicação Corporativa / Robson Muller

Oficina mecânica dispensa pagamento de mão de obra para profissionais de saúde

Durante a crise do novo Coronavírus, empresários enfrentam o desafio de encontrar estratégias para atravessar a crise e assegurar a sobrevivência do negócio. O cenário de dificuldades e de incertezas, que está afetando o mundo dos negócios, tem sido uma preocupação constante para quem precisa salvar a empresa e evitar a demissão de funcionários.

Apesar dos tempos difíceis e da falta de previsão para a completa retomada do mercado, muitas empresas estão dando exemplo de solidariedade, promovendo ações que ajudam o cliente e até mesmo outros empreendimentos em meio à pandemia da Covid-19.

Proprietário da oficina Marinho Autocenter, que fica localizada no bairro do Poço, em Maceió, o empresário Eduardo Marinho sentiu a necessidade de integrar a rede de solidariedade que está mobilizando empresas de diversos segmentos em Alagoas.

“Há muito tempo, conversando na loja, começamos a pensar numa forma de ajudar o próximo. Sempre existe uma maneira de ajudar. E com a chegada da pandemia do coronavírus, voltamos a pensar numa forma de ajudar e decidimos promover algo voltado para o pessoal da área de saúde, que está na linha de frente”, disse Eduardo Marinho.

“A nossa ideia foi prestigiar o pessoal da linha de frente (médicos, enfermeiros e auxiliares), dispensando a mão de obra, ou seja, por tempo indeterminado, não estamos cobrando mão de obra ao pessoal da área de saúde que está na linha de frente da pandemia”, complementou o proprietário.

A empresa Marinho Autocenter está há 25 anos no mercado de manutenção de veículos, oferecendo produtos automotivos e diversos serviços, como alinhamento, balanceamento, troca de óleo, suspensão, cambagem e injeção eletrônica.

De acordo com o empresário Eduardo Marinho, a ação solidária foi aprovada por todas as pessoas que trabalham na oficina. “Conversei com a equipe, pois eu só poderia fazer com o apoio de todos, e eles prontamente compraram a ideia e disseram que eu podia contar com o apoio deles. A gente observa muitas pessoas aplaudindo os profissionais da saúde, mas a gente quis fazer a nossa homenagem de forma diferente. Essa é a nossa homenagem para eles”, contou. Marinho espera que outras oficinas e empresas que atuam em outros segmentos adotem a ideia ou invistam em novas ideias para fortalecer a rede de solidariedade.

“É fundamental que em momentos de crise haja um processo de união de esforços para o enfrentamento. Com isso, as empresas têm observado o quanto podem contribuir, por meio da sua expertise de atuação, na mitigação dos gargalos decorrentes da pandemia”, afirma a analista e gestora do Programa Empreender pelo Sebrae Alagoas, Pauline Reis.

Pauline explica que o Sebrae, por meio do Programa Empreender, em parceria com a Federalagoas e as Associações Comerciais, tem estimulado o trabalho cooperativo, com atuação coletiva e que transbordem os muros da empresa. “O momento é de pensar na sociedade como um todo, apoiar cidadãos independente da carteira de clientes. Vale ressaltar que para a empresa isto vai além do ganho financeiro, pois fortalece sua marca, se posiciona como uma empresa com responsabilidade social e amplia seu escopo de atuação”, destaca Pauline Reis.

Para o gerente da Unidade de Relacionamento Empresarial do Sebrae em Alagoas, Marcos Alencar, neste momento de crise sanitária, as ações solidárias são essenciais para a construção de um mundo melhor. “Em momentos de grande depressão econômica, o ser humano enfrenta enormes desafios. Para muitos, é motivo de impulsionamento, de crescimento, porque ele se dedica a, inconscientemente, preservar a espécie, ajudando o semelhante na sobrevivência. Os que ajudam compreendem que é fundamental agir para que a sociedade tenha sentido de continuidade”, colocou.

“Todo ato de bondade, de caridade, de auxílio, reacende a esperança em quem ajuda e continua ajudando, em quem pode ajudar e não ajuda e, com o ato solidário, se estimula a ajudar, e em quem é ajudado e pode, ao seu tempo, contribuir também, criando uma corrente do bem”, concluiu o gerente.

Atendimento Remoto do Sebrae

Neste momento de isolamento social devido ao Coronavírus, os empresários da pequena empresa podem contar com o Sebrae Alagoas. “Toda a equipe do Sebrae está mobilizada para atender as demandas dos empresários. Além disso, pode contar com a nossa estrutura de cursos online e gratuito do portal EAD Sebrae com mais de 100 opções de cursos”, informa Marcos Alencar.

O gerente de Relacionamento destaca que o empresário pode entrar em contato com a instituição pelos canais remotos, como o portal sebrae.com.br/alagoas, 0800 570 0800, Telegram (t.me/sebraealagoas), WhatsApp (82) 99999-5519, Chat e e-mail fale.sebrae.com.br, Instagram (@sebraealagoas), Twitter (@sebraealagoas), Facebook (/SebraeAlagoas), e Youtube (@sebraealagoas).

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade

Cinemas