Professores da Ufal decidem em assembleia pelo fim da greve

Votação aconteceu nesta quinta (24); aulas devem ser retomadas no dia 5. Eles decidiram pelo fim da mobilização mesmo sem reajuste garantido.

Professores da Ufal decidem em assembleia pelo fim da greve

Mesmo sem nenhum acordo de reajuste salarial garantido, os professores da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) decidiram, durante assembleia realizada nesta quinta-feira (24), pelo fim da greve, iniciada no dia 28 de maio.

A informação foi confirmada ao G1 pela assessoria da Associação dos Docentes da Ufal (Adufal). Na mesma assembleia, ficou decidido que as aulas na instituição de ensino serão retomadas no dia 5 de outubro.

Ainda de acordo com a Adufal, o Comando Nacional de Greve deve se reunir na próxima semana com representantes do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão para discutir sobre o reajuste salarial requerido. Independente do que for acertado nessa reunião, já foi decidido o retorno das atividades na Ufal.

A Adufal também informou que os professores irão convocar uma reunião extraordinária com o Conselho Universitário (Consuni) para discutir sobre o calendário acadêmico, como será feita a reposição de aulas para dar celeridade à conclusão do semestre.

O professor Ronaldo Bispo diz que considera a decisão histórica e extremamente positiva, uma vez que a Ufal tende a ser a primeira a entrar em greve e a última a aceitar o fim dela.

“Dessa vez, vários colegas que perceberam o absurdo da greve conseguiram reverter o quadro e deliberar o fim antes mesmo que o Comando Nacional considerasse que isso deveria ser feito”, relatou.

Servidores em greve
Outra assembleia foi realizada na terça-feira (22) onde os servidores da Ufal votaram a favor da proposta de reajuste salarial de 10,8% apresentada pelo governo federal, mas mantiveram a mobilização.

Segundo a representante do comando de greve da Ufal, Lenilda Luna, a greve desta categoria está prestes a acabar, porém os servidores aguardam as recomendações da Federação de Sindicatos de Trabalhadores das Universidades Brasileiras (Fasubra).

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade

Cinemas