Projeto Algás Calçada Verde segue tornando Maceió mais agradável

Iniciativa promove plantio de até duas mudas de espécies da Mata Atlântica na calçada de clientes da Distribuidora

Gerência de Marketing e Comunicação / Isabela Souza

Projeto Algás Calçada Verde segue tornando Maceió mais agradável

Qualidade de vida, sombra para os dias quentes e um ar mais limpo. Esses são alguns dos benefícios proporcionados pelo projeto Algás Calçada Verde, iniciativa desenvolvida pela distribuidora de gás natural do estado, a Algás, em parceria com o Instituto do Meio Ambiente de Alagoas (IMA/AL), lançada em novembro passado.

O projeto, que continua em ação em toda a cidade de Maceió, destaca a importância da arborização urbana e consiste no plantio de até duas árvores na calçada de cada cliente da Algás que fizer a solicitação através do número 117 (ligação gratuita) ou do hotsite www.algas.com.br/calcadaverde.

Para o diretor presidente da Algás, Arnóbio Cavalcanti, a iniciativa também promove atenção e reflexão sobre o meio ambiente, posicionando a Companhia junto a valores ligados a sua preservação. “A conscientização ambiental progressiva é necessária e é um trabalho coletivo. Depois do plantio, o papel dos clientes é cultivar, para que haja sucesso na melhoria da qualidade de vida, com o ar mais puro e limpo em nossa capital. Esse é um projeto de todos nós, cidadãos de Maceió”, enfatiza.

De acordo com o IMA/AL, as mudas doadas pela entidade são de espécies nativas da Mata Atlântica e de raízes pivotantes, que crescem para baixo no solo e não danificam o calçamento. “Inicialmente, estamos disponibilizando três mil árvores, mas ofertaremos mais conforme a demanda e necessidade”, explica o gerente de educação ambiental do instituto, Pedro Normande.

O Algás Calçada Verde é um projeto realizado pela distribuidora alagoana de gás natural, em parceria com o IMA/AL, e conta com o apoio institucional da Associação de Empresas do Mercado Imobiliário de Alagoas (Ademi-AL), do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Alagoas (CAU-AL) e do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Alagoas (Crea-AL).

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade

Cinemas