Renda-se: Produção de estilistas alagoanos será conhecida em grande desfile no próximo dia 8

Na primeira edição da mostra, que ocorrerá no Armazém Uzina, as peças vão homenagear a estilista e design alagoana Vera Arruda.

Janaina Ribeiro - Repórter

Renda-se: Produção de estilistas alagoanos será conhecida em grande desfile no próximo dia 8

O dia 8 de outubro, no Armazém Usina, mais vez o jeito alagoano de fazer moda vai ser destaque para o Brasil e o mundo. É que a noite desta data, às 20h, será reservada para o grande desfile do projeto Renda-se, idealizado pela arquiteta e produtora cultural Mirna Porto Maia e que, nesta etapa 2021, fará homenagem à estilista Vera Arruda. Na passarela estarão presentes dezenas de peças confeccionadas por 10 estilistas, todos da terra, que participaram da disputa para fazer parte da mostra e foram contemplados após terem seus croquis selecionados pela comissão organizadora.

As roupas que estão sendo produzidas exclusivamente para o Renda-se – I Mostra de Moda Alagoana serão assinadas por Beatriz Tavares, Derravera, Elton Macharot, Florise Guimarães, Leoni Bezerra, Letícia Abreu, Lumma Luz, Maria Brandão, Maria Rejane Pimentel e Rildo Nonato.

Divulgamos a lista dos selecionados no último dia 19 de agosto e temos certeza que as produções estarão cheias de belezas e arte. Quando lançamos o edital, os estilistas, que já são excelentes profissionais da área, o que foi comprovado pelos currículos apresentados, precisaram criar peças com alguns temas, como por exemplo, festa, náutico, pós pandemia e vintage. Recebemos muita coisa bonita e a escolha não foi fácil. É por isso que estamos esperando um grande desfile para o dia 29”, afirmou Mirna Porto Maia.

E reforço que, como o objetivo é exaltar a renda alagoana, todas as peças terão que trazer marcas dos nossos bordados”, acrescentou.

E quando a gente fala que a mostra vai ganhar não somente o Brasil, mas também o mundo, não é exagero. O desfile será transmito ao vivo pelo YouTube, no canal Renda-se – Mostra de Moda Alagoana, e também por uma TV mexicana apoiadora do projeto, cujo sinal é distribuído para todos os países da América Latina e mais quatro estados americanos.

Vera Arruda será homenageada

Agora em 2021 o Renda-se prestará uma justa homenagem a um dos nomes mais importantes da moda do Brasil: a alagoana Vera Arruda. Falecida em 2004, no auge da sua carreira, Vera conseguiu impor o seu estilo alegre e colorido num universo com preponderância monocromática e traços sóbrios. Trazia o Nordeste profundo para as passarelas da alta costura. Sua arte peculiar e lúdica utilizava fartamente bordados, miçangas, pedrarias, crochê e o filé alagoano. “A Vera continua representando a leveza na moda, só que com cores e outros elementos que dão beleza às peças. Seu olhar sobre a simplicidade conseguiu misturar crochê, filé, chitão, ou seja, tudo aquilo que é manual e dá um incremento substancial às produções. Sem dúvida alguma ela deixou um legado e é por isso que precisamos falar mais sobre Vera Arruda”, explicou Mirna Porto.

Vera Arruda foi revelada para o Brasil no Phytoervas de 1998, reconhecidamente um dos mais importantes eventos fashion já realizados no País. Sob os olhares atentos da crítica especializada e do público que lotava o Hipódromo de São Paulo, a estilista arrancou aplausos calorosos com a coleção A Estrela do Brasil Brilha.

A missão dos selecionados no Renda-se 2021 é mergulhar no universo criativo da estilista e designer para que dele extraia inspiração para a criação das coleções que desfilarão na passarela do projeto este ano.

Lei de incentivo à cultura

O Renda-se – I Mostra de Moda Alagoana tem realização da Ponto de Produção e patrocínio do Magazine Luiza por meio da Lei de Incentivo à Cultura. O projeto conta com a parceria da Escola Técnica de Artes (ETA) e do Instituto do Bordado Filé de Alagoas (Inbordal), além de apoio da Aloo Telecom.

A Lei de Incentivo à Cultura fomenta a permanência da arte e da cultura no Brasil, portanto, ela é essencial para que muitos projetos e artistas continuem desenvolvendo o seu trabalho. No Renda-se, por exemplo, nós temos cerca de 300 pessoas trabalhando. São 10 estilistas, mais de 50 modelos, 10 maquiadores, 30 rendeiras, 10 costureiras, equipes grandes de som e cenografia, ou seja, o projeto consegue distribuir renda e fazer com que as pessoas estejam empregadas”, destacou a produtora cultural.

Sobre o Magazine Luiz

Fundado em 1957, é uma das maiores redes varejistas do Brasil, com mais de mil lojas e 12 centros de distribuição, estrategicamente localizados em 17 Estados (São Paulo – sede –, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Goiás, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Pará, Piauí e Maranhão).

O Magazine Luiza tem em sua missão o compromisso com o desenvolvimento do País, nesse contexto, realiza investimentos sociais e culturais. A causa da democratização cultural passou a orientar recentemente esses investimentos pelo entendimento de que a experiência simbólica expressa na arte e na cultura é fundamental para a realização de todo ser humano. Assim, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, a empresa busca contribuir para a ampliação e melhoria das opções, das experiências e do acesso da população, a criações artísticas, prioritariamente as brasileiras.

Serviço:
Renda-se – I Mostra de Moda Alagoana – etapa 2021
Dia: 08 de outubro, às 20h
Local: Transmitido ao vivo pelo Canal do Renda-se no youtube
youtube.com/c/RendaseMostradeModaAlagoana
Mais informações: www.projetorendase.com.br e @projetorendaseoficial

Publicidade

Faz, Faz, Faz 300 x 250
Faz, Faz, Faz 300 x 250

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade

Faz, Faz, Faz 300 x 250

Agenda