Setor público e privado se unem para melhorar balneabilidade em Maceió

Prefeitura e Braskem pretendem reduzir lançamento de efluentes nas praias. Obras vão custar R$ 2,9 milhões a Maceió e devem durar 180 dias.

Setor público e privado se unem para melhorar balneabilidade em Maceió

Para acabar com o lançamento de efluentes nas praias, causadores das chamadas línguas sujas, a prefeitura de Maceió e a Braskem firmaram uma parceria para o projeto de Drenagem da Orla Marítima da capital. A solenidade ocorreu na manhã desta quinta-feira (8), em um hotel na Pajuçara.

O projeto pretende melhorar a balneabilidade das praias urbanas da capital. Para isso, a Braskem fará a doação de 7,1 mil metros de tubos de PVC para as obras de drenagem e canalização.

Em contrapartida, a Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz-AL) contribuiu com a desoneração tributária de ICMS sobre a tubulação, viabilizando a parceria entre o setor público com a empresa privada.

“É mais um importantíssima obra que vai trazer mais riqueza para Maceió. São várias pessoas pessoas evolvidas, a prefeitura, a Ademi, a Braskem, o governo que não contabilizou os tubos. Tudo isso para que nossas praias se tornem mais balneáveis. É um projeto muito aguardado pelas pessoas que trabalham na orla e pelos maceioenses”, diz o prefeito Rui Palmeira (PSDB).

O projeto contou com o apoio da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi) e a da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-AL). A prefeitura vai investir R$ 2,9 milhões em recursos próprios para execução da obra, a cargo da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Urbanização (Seminfra).

Segundo o prefeito, as obras já começam nesta terça. “Temos obras com parcerias entre a prefeitura e o setor privado. Essa obra tem um prazo de 180 dias para ser entregue à população”, afirma. Palmeira.

O diretor de relações institucionais da Braskem, Milton Pradines, diz que “é uma parceria importante porque a união das entidades públicas e privadas fortalece a cadeia produtiva. E é um presente para a nossa cidade nos seus 200 anos, oferecer uma praia limpa a população”, diz Pradines.

Tubos doados pela Braskem já estão na orla para que sejam iniciadas as obras (Foto: Carolina Sanches/G1)
Tubos doados pela Braskem já estão na orla para que sejam iniciadas as obras (Foto: Carolina Sanches/G1)

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade

Cinemas