Vegansexualidade: uma nova tendência do século XXI

Cada vez mais, a tendência ambientalista faz como que as pessoas comecem a dar sua preferência para uma dieta vegana. Ao contrário do que você pode pensar, no entanto, estudos demonstram que essa tendência não se resume à alimentação mas a outro estilo de vida que afeta todas as áreas da vida, incluindo os relacionamentos. Saiba mais.

.

Vegansexualidade: uma nova tendência do século XXI

As mudanças que estão se operando no mundo são bem evidentes e, perante as narrativas dos mídia, a consciência ambiental não poderia deixar de causar mutações em nossas sociedades.
Quando aliada com a tendência para o fitness e a cultura do corpo, era evidente que essa preocupação pelo mundo sustentável acabaria por mudar, também, a forma como o seu humano se alimenta.
Apesar de ser omnívoro na sua raiz, o ser humano está, hoje, começando a optar cada vez mais por uma alimentação à base de plantas, cortando todo o tipo de produto de origem animal da sua rotina alimentar.
As pessoas que fazem isso – conhecidas como veganos – adotam também outras posturas de vida que seguem a mesma linha de pensamento, nomeadamente no que respeita às suas formas de consumo, onde recusam produtos de origem animal e também em seus relacionamentos.
Alguns dados internacionais vieram comprovar que está surgindo uma nova tendência em termos de relacionamento humano, conhecida como vegansexualidade. Venha descobrir em que consiste esse novo conceito e compreender as razões que o fazem surgir nos nossos dias.

Vegansexuais: que tendência é essa?

Se você nunca ouviu falar da vegansexualidade, provavelmente não se relaciona com alguém que segue essa ideologia de vida.
Um vegansexual é uma pessoa que recusa qualquer tipo de interação amorosa ou sexual com alguém que consome produtos de origem animal.
Acreditando que sua forma de encarar o ambiente e o mundo natural é a mais correta, estas pessoas consideram que seriam incapazes de manter um relacionamento com alguém que consome esses produtos, já que isso seria um indicador de que o seu olhar sobre o mundo é muito distinto. Além disso, para muitos veganos, o ato de comer produtos de origem animal constitui, em si, um ato violento, o que cria repulsa por esse comportamento.
Apesar de ser, agora, aplicado aos veganos, a verdade é que a tendência para escolher parceiros com base nas escolhas de vida não é nova, sendo que anteriormente havia outros exemplos, como pessoas anti-tabagistas que recusavam se relacionar intimamente com fumadores.

Estudos sobre a vegansexualidade

Annie Pots foi a investigadora neozelandesa responsável pela criação do conceito de sexualidade vegana ou vegansexualidade.
Após ter analisado uma amostra com 157 veganos, entre os quais a maioria eram mulheres, essa pesquisadora concluiu que 63% se recusaria a envolver intimamente com alguém que não apresentasse uma preocupação pelo meio ambiente e pelos animais que gerasse a recusa de alimentos de origem animal.
Essa tendência poderá ter crescido desde a realização do estudo, já que os números internacionais indicam que houve um aumento no número de pessoas a excluir produtos alimentares de origem animal de sua alimentação.

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade

Cinemas