Banda Cannibal lança projeto acústico e repertório faz releitura de artistas consagrados como Roberto Carlos, Lulu Santos e Jorge Ben

Que tal ouvir canções de artistas e bandas de diferentes gêneros musiciais em um só projeto? Gostou da ideia? Então, você não pode deixar de se divertir ao som do Cannibal Acústico, um novo formato  de show que foi preparado pela banda que se destacou em Alagoas por tocar axé music. A ideia do novo […]

Banda Cannibal lança projeto acústico e repertório faz releitura de  artistas consagrados como Roberto Carlos, Lulu Santos e Jorge Ben

Que tal ouvir canções de artistas e bandas de diferentes gêneros musiciais em um só projeto? Gostou da ideia? Então, você não pode deixar de se divertir ao som do Cannibal Acústico, um novo formato  de show que foi preparado pela banda que se destacou em Alagoas por tocar axé music. A ideia do novo projeto é oferecer ao público um repertório que passei por nomes já consagrados dentro do cenário musical brasileiro, a exemplo, de Lulu Santos, Jorge Ben Jor e Roberto Carlos. E a primeira apresentação já tem data marcada: 01 de novembro, às 16h, no Mirante Gourmet, no bairro do Farol.

            Cannibal tocando Roberto Carlos?! Isso mesmo! Se RC é rei, então, suas canções cabem, sim, no set list do grupo que resolveu homenagear a boa música que é tocada no País inteiro, independetemente da região. 'Eu te amo' e 'Estrada de Santos' estão entre os sucessos escolhidos para compôr o repertório. E a qualidade musical não para por aí. 'Toda forma de amor' e 'Um certo alguém', de Lulu Santos; 'Ive brussel' e 'Por causa de você', de  Jorge Ben Jor; 'Há tempos', de Legião Urbana; 'Sorri, sou rei', de Natiruts e 'Mas que nada', de Sérgio Mendes, são mais algumas das composições  que fazem parte da seleção escolhida 'a dedo' para agradar aos amantes da boa música.

            “No acústico nós passearemos por vários artistas da MPB, do rock nacional, do pop, do samba. Tudo isso será visto num mesmo show, através de releituras que faremos dessas canções. Será um registro único porque estamos ousando bastante, colocando novos arranjos e dando a nossa cara a essas músicas. A dedicação ao novo show está sendo intensa para que as apresentações possam agradar a diferentes tipos de público, que, é preciso reconhecer, está cada vez mais exigente”, explicou Toninho Jucá, vocalista e compositor da cannibal. 

            “Esse projeto vem consolidar tudo o que foi construído nesses 14 anos de anos de existência da Cannibal. Ele é, ao mesmo tempo, a confirmação da evolução do grupo, e, aquilo que estamos preparando para uma nova etapa que está por vir. O acústico nasce com uma nova visão, com maiores desafios e com metas de conquistas que representam o nosso amadurecimento artístico”, destacou Kenny Sá, guitarista, arranjador e produtor musical da banda. 

            “Nosso acústico é um formato de show diferenciado, exclusivo e para um público mais selecionado, devido ao repertório que impõe leveza e está livre de estilos e rótulos. Digamos que seja o lado B da Cannibal. É o nosso pocket show”, completou Kenny.

 

            “Depois de trabalharmos meses em cima desse projeto, o Cannibal Acústico está pronto para ser lançado. Ele vai mostrar uma nova cara da banda, que se encontra em um processo de transição”, afirmou André Normande, empresário da Cannibal. 

            E esse novo formato de show já está com programação sendo formada. O mês de outubro recepcionará o 'lado B' da Cannibal em diferentes locais da cidade. Além disso, parte dessa apresentação também será apresentada no Paradise Réveillon, a mais nova festa de final de ano de Maceió. No evento, que acontecerá no coração da praia da Jatiúca, na noite do dia 31 de dezembro, as canções que mais caírem no gosto do público vão integrar o repertório da banda. 

Caráter social

            E não é apenas no formato de show que a Cannibal está inovando. O projeto também tem um caráter social. Com o apoio da Cycosa Veículos, que deverá compartilhar parte dos gastos para as apresentações, a renda arrecadada será revertida integralmente para uma instituição filantrópica. A primeira escolhida para receber os recursos foi a Escola de Cegos Cyro Acioly.

            “É bom ganhar dinheiro trabalhando naquilo que a gente ama fazer. Mas, também é importante lembrar que a solidariedade deve se tornar uma prática constante no dia-a-dia de cada um de nós. Devemos tê-la como um artigo de fé e compartilhá-la como forma de agradecimento por tudo o que já conseguimos conquistar”, defendeu Toninho Jucá.

            “Acho que a solidariedade é o sentimento que melhor expressa o respeito pela dignidade humana e, já que podemos levar a nossa música àquelas pessoas que, por algum motivo, padecem por conta de uma certa enfermidade ou dificudade, nada mais justo que dar um pouco de alegria e musicalidade à vida delas”, declarou Kenny Sá. 

Outros projetos

            A Cannibal é uma banda que surgiu em 2000 com o objetivo de levar ao público alagoano o melhor do axé music brasileiro. Natural de Maceió, o grupo tem influências no Chiclete com Banana, Asa de Águia, Ivete Sangalo, Netinho e Daniela Mercury. No início deste ano,  a banda lançou um CD promocional com músicas que serão tendências para o próximo verão e, ainda, canções autorais, como o hit “Vale night”, que se tornou sucesso na voz do vocalista do Asa de Águia.

            Já o 'Galope Cannibal' foi o segundo projeto lançado pelo grupo formado pelos músicos Toninho Jucá (voz e guitarra), Kenny Sá (vocal e guitarra), Konrad Holanda (vocal e teclado), Kakaw Oliveira (baixo), Lucas Rojas (sax e faluta), Ed Meiota (bateria), Zeca Meirelles, Victor Marinho & Dhal Lessa (percussão). Ele existe desde 2004, e completou 10 anos de existência em junho último. Sua criação deveu-se a necessidade de tocar um repertório específico para a época dos festejos juninos e, devido ao acolhimento do público, o formato de galope continua acontecendo em paralelo até os dias atuais. “A cada ano nós inovamos nos shows, especialmente, reinventando os clássicos do cancioneiro nordestino, a exemplo dos mestres Luiz Gonzaga e Dominguinhos, Elba Ramalho, Nando Cordel e Dorgival Dantas”, explicou Toninho Jucá. 

            “O Galope Cannibal deu tão certo que duas de nossas músicas novamente fizeram sucesso com artistas famosos. 'Diga aí, doida' já foi interpretada pela banda Forró do Muído e 'Assim só', pelo grupo Cavaleiros do Forró.

 O nome 'galope' vem da variação do ritmo arrasta-pé. 

 

Cannibal na redes sociais 

            E você pode encontrar a banda Cannibal nas internet e nas redes sociais. Através dos sites www.cannibal.com.br, www.supremaentretenimento.com.br e www.soundcloud.com/bandacannibal, http://www.suamusica.com.br/?cd=382113 e http://www.suamusica.com.br/?cd=291329 é possível conhecer o histórico do grupo e as músicas autoriais e/ou já interpretadas por ele. 

            No facebook, Banda Cannibal é o nosso endereço e, no instragram, @bandacannibal.

             “Sabemos que estar nas mídias sociais é uma importante estratégia do negócio e a Cannibal se utiliza de tais ferramentas para gerar reputação dainte do seu público-alvo, criar lembrança de marca e, indiretamente, fazer com que as pessoas consumam os nossos serviços. É uma relação em rede  que permite que consigamos a promoção do marketing multinível da banda. As redes sociais são inteligentes, democráticas e velozes e, exatamente por esses motivos, cotinuaremos presentes em cada uma delas”, detalhou Kenny Sá, que também é publicitário e responsável pela identidade visual do grupo.

           Agora que você já conheceu um pouco mais sobre a banda Cannibal, junte-se a nós. Manifesta-se, opine, seja um potencial consumidor. Queremos que você seja um usuário proativo e nos ajude a ter, cada vez mais, qualidade. Afinal, é a excelência o que a gente busca.

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade